23.03.17

Parceria a pequenas empresas

compartilhe


IPT assina termo de cooperação com Instituto Mauá para apoio às MPEs, incluindo ações em manufatura avançada


Para o desenvolvimento de atividades de interesse mútuo relacionadas ao apoio às micro e pequenas empresas paulistas, o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e o Instituto Mauá de Tecnologia (IMT) assinaram na quarta-feira, 22 de março, um termo de cooperação. “Estas parcerias são bem-vindas porque as MPEs são muito vulneráveis, primeiramente em razão da burocracia existente para formalização das empresas no Brasil que, em seguida, se deparam com problemas de caráter tecnológico de alto custo para solução. É um segmento em que muitas empresas ‘nascem’ e ‘morrem’ ainda na maternidade”, afirmou Francisco José Olivieri, superintendente-geral do IMT.

A coordenação no IPT das atividades previstas no termo estará a cargo do Núcleo de Atendimento Tecnológico à Micro e Pequena Empresa, que deverá atender as empresas indicadas pelo Instituto Mauá e verificar a viabilidade em aplicar a modalidade Gespro – Gestão da Produção. Ela consiste no atendimento tecnológico voltado à identificação e solução dos principais gargalos na produção, além de outras atividades de apoio tecnológico, assim como organizar e ministrar, em conjunto, cursos de interesse em tecnologia e gestão.
Termo de cooperação foi assinado nas dependências do Instituto Mauá de Tecnologia, na cidade de São Caetano do Sul (SP): da esq. para a dir, Souza Jr, Landgraf, Mari T.Katayama e João Carlos Martins Coelho, do núcleo do IPT
 
O Instituto Mauá ficará responsável por divulgar as atividades do IPT de apoio tecnológico às MPEs paulistas e casos de sucesso, oferecendo instalações físicas e recursos audiovisuais para apresentações, entre outras atividades.

“Estamos trabalhando com o Instituto Mauá desde 2015, que nos dá apoio nos atendimentos do Gespro às MPEs, mas até então em empresas somente indicadas pelo IPT. Com este acordo, vamos ampliar este atendimento incluindo clientes indicados pela Mauá e também para as outras atividades tecnológicas oferecidas pelo núcleo”, afirma a diretora da unidade no IPT, Mari Tomita Katayama.

MANUFATURA AVANÇADA – Identificar oportunidades para ações conjuntas em manufatura avançada é também uma das atividades conjuntas previstas no termo de cooperação. Para José Carlos de Souza Junior, reitor do Centro Universitário do Instituto Mauá, é preciso desmistificar a ideia de que a manufatura avançada não chegará à micro e pequena indústria, pois ela pode estar presente em áreas como custo, produtividade e prazo de entrega. “Estas empresas dificilmente têm acesso a ferramentas de alto custo, como softwares. Esta parceria acaba tendo também um papel social”.

O diretor-presidente do IPT, Fernando Landgraf, enfatizou em sua apresentação que o Instituto está discutindo atualmente os desafios colocados pela emergência da ‘4ª Revolução Industrial’. “Os nomes e exemplos dados à manufatura avançada colocam o impacto da quarta revolução na fabricação seriada, mas existe um potencial voltado à indústria de processos no qual o Instituto Mauá é forte, incluindo segmentos tão diversos como o químico, o siderúrgico, o sucroalcooleiro e o de papel. Isso envolve uma série de processos em que hoje a capacidade de interligação entre sensores, simulação e atuadores é ainda pobre no Brasil”.

Landgraf lembrou que as competências atuais do IPT envolvem uma série de tecnologias listadas dentro do conceito de manufatura avançada. O Núcleo de Estruturas Leves, localizado na cidade de São José dos Campos (SP), tem, por exemplo, duas máquinas de deposição automática de fitas, uma para superfícies côncavas e convexas, e outra para deposição de fitas em superfícies planas, assim como o projeto em parceria com a CBMM para a obtenção de próteses ortopédicas por fusão seletiva a laser. São dois exemplos de manufatura aditiva. “No entanto, existe uma série de conceitos novos que exigem uma dedicação para novas conexões não imaginadas anteriormente”, completou ele.

 
Mais sobre este centro
 
Contato
 
Soluções
  •