Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  12.09.17

Madeira na construo civil


Chefe do Laboratório de Árvores, Madeira e Móveis do IPT fará palestra sobre proteção da madeira no WoodProtection


Um panorama da preservação e proteção da madeira no Brasil será dado pelo chefe do Laboratório de Árvores, Madeira e Móveis do IPT, Sérgio Brazolin, no dia 19 de setembro, em Curitiba (PR), na primeira edição da Conferência Sul-americana de Tecnologias para Proteção de Madeira – WoodProtection. O pesquisador do IPT discutirá temas relacionados à preservação de madeiras, como os aspectos regulatórios, a legislação, as normas técnicas, os produtos existentes no mercado e a pesquisa na área. A conferência será um dos sete eventos da Semana Internacional da Madeira, que contemplará diversos aspectos e mercados ligados ao setor na capital paranaense entre os dias 19 e 22 de setembro.

"Vamos estabelecer contato com parceiros, centros de pesquisa, universidades, clientes em potencial, grandes empresas do setor madeireiro, com o objetivo de mostrar a madeira como um material de engenharia resistente, econômico e sustentável”, afirma Brazolin.

Biólogo por formação, Brazolin iniciou seu trabalho no IPT estudando fungos responsáveis pelo apodrecimento das madeiras e já atua na área há 31 anos.
Brazolin: "Para ser viabilizada na construção civil, a durabilidade e segurança da madeira precisam ser garantidas"
 
“O setor de proteção de madeira está relacionado a produtos químicos e métodos para tratá-la, evitando que seja atacada por fungos apodrecedores e insetos, como cupins e brocas de madeira. Para ser viabilizada na construção civil, a durabilidade e segurança da madeira precisam ser garantidas”, continua ele. No Brasil, no entanto, não existe ainda a cultura de construção com madeira.

“Além de resistente, a madeira é leve. Ou seja, conseguimos a mesma resistência do aço com um material mais leve e renovável. A construção civil se tornaria sustentável por meio de um processo no qual a planta é cortada e há o replantio de outros espécimes para continuarem o ciclo de captação de gás carbônico da atmosfera. O mundo inteiro está discutindo o uso de um material que é extremamente antigo, mas crucial no futuro”, conclui Brazolin.

Além da participação do IPT, o WoodProtection contará também com palestras de pesquisadores e gestores de Uruguai, Chile e Argentina. O convite para Brazolin partiu da Associação Brasileira de Protetores de Madeira (ABPM), sediada no IPT, da qual foi presidente por dois anos e coordenador técnico por mais de dez anos. “O IPT é referência na área de proteção de madeira no Brasil. Por meio do convênio com a ABPM, realizamos o controle de qualidade de madeira preservada no País.”

Para saber mais sobre a Semana Internacional da Madeira, clique aqui