Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  17.02.16

Servios em telecomunicaes


IPT obtém acreditação para escopo de ensaios de calibração em tecnologias de comunicação móvel, sem fio e serial


Pesquisador do laboratório controla aparelho de calibração
 
O Laboratório de Metrologia Elétrica do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) obteve acreditação da Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro, unidade organizacional responsável pela área no Brasil, para ampliação do escopo dos serviços de calibração em equipamentos de alta frequência e telecomunicações. A lista de novos serviços acreditados inclui a calibração em geradores de radiofrequência, atenuadores e analisadores de espectro, entre outros.

O laboratório tem forte tradição em medições de baixa frequência, mas a atuação em alta frequência é bem mais recente: em meados do ano 2000, com a introdução de novas tecnologias em telecomunicações e telefonia móvel celular, as empresas que operavam no Brasil passaram a demandar rastreabilidade para a medição de sinais de alta frequência. Hoje, com estrutura ampliada no que tange a instrumentos, instalações e equipe técnica, por meio de parcerias e contratos com empresas privadas, o IPT implantou a capacitação para a calibração de instrumentos voltados à área de telecomunicações (equipamentos de radiofrequência e óptica).

Com isso, tecnologias de comunicação móvel (3G, 4G), tecnologias sem fio (Bluetooth, WiFi e GPS) ou comunicações seriais (HDMI e USB, entre outras), comuns e essenciais ao cotidiano atual, podem ser testadas com equipamentos calibrados pelo IPT. Segundo Fabrício Gonçalves Torres, pesquisador do laboratório, as empresas de telecomunicações do País, principalmente as operadoras de telefonia, estão sendo cada vez mais pressionadas a melhorar a qualidade dos seus serviços. “As empresas são pressionadas tanto pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que endurece as regras sobre qualidade de conexão, quanto pelos novos modelos de mercado, que são fortes competidores. As empresas de telecomunicações têm percebido que, para se manterem no mercado, é imprescindível ter um bom sistema de gestão da qualidade”, explica.

Segundo o relatório anual de 2014 da Anatel, foram homologados nesse ano aproximadamente 5,4 mil produtos de telecomunicações, sendo mais de 4,6 mil as empresas autorizadas a prestar serviço de comunicação multimídia (16% a mais em relação a 2013). Para o pesquisador, esses dados evidenciam uma considerável demanda por serviços metrológicos na área de telecomunicações, reprimida pela limitada oferta de laboratórios de calibração em território nacional.

“Muitas empresas são obrigadas a enviar seus equipamentos para o exterior, de maneira que sejam calibrados por laboratórios acreditados. Esta prática demanda muito tempo, e é custosa”, define Torres. Com a ampliação do serviço em alta frequência e telecomunicações, o IPT auxiliará as empresas de telecomunicações, laboratórios de ensaio e organismos de certificação a garantir que a prestação de serviços e produtos respeite padrões mínimos de qualidade e segurança. O aumento do escopo beneficiará tanto o consumidor, que terá a sua disposição produtos de qualidade comprovada, quanto as empresas, que terão a seu dispor uma avaliação mais rápida e financeiramente vantajosa.

A pesquisadora Rima Yehia, chefe do Laboratório de Metrologia Elétrica do IPT, cita ainda o mérito do Instituto: “Esta acreditação representa um reconhecimento formal da competência técnica do Laboratório de Metrologia Elétrica, realizado com base em requisitos de norma mundialmente aceita e empregada. Além disso, agrega maior confiabilidade aos serviços metrológicos que envolvem a medição de parâmetros relacionados às tecnologias de comunicação”, finaliza.