Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  15.11.08

Pesquisas em Nanobio com apoio francs


Maria Inês Ré, pesquisadora do IPT, desenvolve trabalho ligado a câncer-bio-saúde em centro de pesquisa na França


Nanotecnologia está presente desde produtos usados no dia-a-dia, como o filtro solar, até novas tendências de aplicação no corpo humano, como no tratamento de câncer. É desse último caso que trata a Nanobiotecnologia, aliando produtos em escala nano a processos biológicos. Maria Inês Ré, pesquisadora do Centro Tecnológico de Processos e Produtos (CTPP) do IPT, desenvolve agora projetos em áreas próximas da nanobio, no Rapsodee Research Centre, na França.
A pesquisadora do IPT Maria Inês Ré
 

“Eu participo da política industrial de desenvolvimento de competitividade na França, num pólo Câncer-Bio-Saúde, onde a Nanobiotecnologia está muito envolvida”, conta Maria Inês. “Vai desde a prevenção da doença e o diagnóstico precoce até a inovação terapêutica para o tratamento da doença e o acompanhamento do doente em casa”, completa a engenheira química, que palestrou no Workshop Nanobio, realizado no IPT no dia 11 de novembro.

A experiência adquirida no exterior deve render frutos ao IPT. “Estamos oficializando uma cooperação entre França e Brasil para complementar as ações do Instituto em microdispositivos, cujas competências para produção o IPT está desenvolvendo”, conta a pesquisadora. A capacidade de organização e de desenvolvimento da cadeia da saúde baseada nessas novas tecnologias “é um aprendizado muito rico e que também beneficiará o IPT”, finaliza.

Maria Inês concedeu entrevista sobre suas pesquisas na França à Agência Fapesp. Para ler, acesse
www.agencia.fapesp.br/materia/9717/especiais/reduzir-para-absorver.htm