Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  15.09.16

Relatrio anual


IPT destaca em relatório 2015 o papel da instituição no apoio à inovação e os projetos para indústria e cidades


Em 2015 o IPT bateu o recorde de faturamento com serviços ligados à inovação: 31% do total de R$ 114 milhões do Instituto foram provenientes de projetos inovadores e alcançaram a marca inédita de R$ 35,9 milhões. “A meta de o IPT chegar aos 40% de seu faturamento vindo da inovação em 2018 torna-se cada vez mais real. Este dado é uma prova consistente da visão que as empresas e o Estado estão adquirindo nos últimos anos com respeito à importância de inovar – e, mais do que isso, a consciência de que a inovação invisível, que é aquela que não chega aos olhos do consumidor, mas modifica o produto consumido por ele, é parte fundamental do processo”, afirma o diretor-presidente do IPT, Fernando Landgraf, no texto de apresentação do Relatório Anual 2015 do Instituto, que acaba de ser lançado.

A publicação destaca que a ideia de inovação ganhou força no ano passado com o prosseguimento do Planejamento Estratégico que foi iniciado em 2013, uma ação de caráter participativo que conta com a colaboração de mais de 100 empregados empenhados em encontrar soluções inovadoras para as demandas da instituição.
Laboratório de Micromanufatura, uma das novas instalações do IPT, tem como objetivo projetar, fabricar, caracterizar e testar componentes, dispositivos e sistemas em escala micrométrica, aplicados nos mais variados ramos de atividade
 
Nove grupos de trabalho se engajaram em 2015 para colocar em ação a metodologia de protótipos, elegendo um aspecto de um determinado problema a ser enfrentado e construindo uma solução rápida, os quais são detalhados no relatório.

INDÚSTRIA, CIDADES E METROLOGIA – Os projetos em destaque no ano passado foram divididos em três categorias na publicação: soluções para a indústria; impacto nas cidades, infraestrutura e meio ambiente, e metrologia para a qualidade dos setores público e privado. A primeira destaca novos processos, métodos e produtos que foram criados e se traduziram em desenvolvimento da economia e em benefícios para a população, enquanto a segunda mostra trabalhos voltados à manutenção de uma infraestrutura segura, à garantia da intervenção humana com respeito ao meio ambiente e à proposição de soluções inovadoras que incrementem o cotidiano do meio urbano. A terceira categoria apresenta uma tradicional área de atuação do IPT, que envolve serviços de medições, calibrações, ensaios, testes e normalizações.

Leia abaixo o relatório, que está disponível no formato PDF e na plataforma ISSUU: