Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  27.04.17

Parcerias para inovao


Especialistas discutem, em seminário no IPT, inovação nas boas práticas em parcerias e transferência de tecnologia


Realizou-se no dia 19 de abril, no campus do IPT em São Paulo, o ‘Seminário Relação ICT-Empresa - Modelos de Parcerias para Inovação’. O evento, no âmbito do Projeto Rede Inova SP financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), reuniu profissionais e pesquisadores de instituições de pesquisa e de empresas para discutir modelos de interação entre ICTs e a iniciativa privada.

A programação incluiu debates intercalados entre as apresentações que se seguiram por toda a manhã. A primeira apresentação do seminário coube à Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei) sobre a interação ICTs-empresas, na qual se discutiu o mapeamento de indicadores, novos modelos de parceria no sistema nacional de inovação e a atualização de dispositivos legais. Foi apresentado a seguir o modelo Embraer de inovação e colaboração.

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) discutiu os ambientes empreendedores na universidade, com os casos da incubadora de empresas Incamp e do Parque Tecnológico da universidade. A última apresentação do evento esteve a cargo do IPT, que apresentou o projeto cooperativo desenvolvido com o Instituto de Tecnologia e Estudos de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Itehpec) e as empresas Natura, Grupo Boticário, Yamá e TheraSkin.

Segundo a gestora do Departamento de Contratos e Propriedade Intelectual do IPT, Nereide de Oliveira, o potencial de projetos em parceria entre as universidades, institutos de pesquisas e o setor produtivo está crescendo devido aos incentivos proporcionados pela Lei Federal número 10.973/2004, na tentativa de desburocratização e adequação de mecanismos proporcionados pelas parcerias mencionadas. Além disso, as empresas têm consciência sobre a importância estratégica da inovação tecnológica, resultado da interação com universidades e centros de pesquisas.

“Considerando que o conhecimento científico produzido pelas universidades e institutos de pesquisa e a sua aplicação no processo produtivo propiciam o ambiente para a inovação no País, o seminário teve por finalidade discutir as boas práticas jurídicas adotadas pelas empresas para projetos de parcerias. O objetivo é aproximar, ainda mais, o setor produtivo das universidades e centros de pesquisa, que constituem uma engrenagem essencial para o processo de inovação”, completa Nereide.