Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  10.12.18

Potencial minerador


IPT estuda a viabilidade da atividade de mineração para auxílio no desenvolvimento de município paulista 


Identificar a ocorrência de depósitos minerais com potencial para exploração e a elaborar subsídios técnicos para o desenvolvimento da atividade de mineração com bases sustentáveis: esses foram os objetivos do estudo realizado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas em Ribeirão Branco, município do sudoeste paulista. O projeto, que ocorreu no âmbito do Programa de Apoio Tecnológico aos Municípios (Patem), teve a duração de sete meses.

Ribeirão Paulista apresenta uma taxa de urbanização de 50,9%, segundo dado da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade). Contudo, mesmo com a maioria da população vivendo em centros urbanos, o perfil do munícipio se manteve essencialmente ligado a atividades rurais, com baixo desenvolvimento econômico e um dos piores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do estado de São Paulo.

Entre os minerais com potencial para a exploração estão rochas para brita e fins ornamentais e argila para cerâmica
 
“A atividade de mineração em Ribeirão Branco pode representar um vetor de desenvolvimento para região e, por isso, nosso trabalho focou-se em avaliar o potencial mineral do município e estabelecer uma série de orientações técnicas para que a atividade possa se estabelecer”, explica Marsis Cabral Junior, pesquisador do Laboratório de Recursos Hídricos e Avaliação Geoambiental e gerente do projeto.

A primeira etapa do trabalho consistiu em análises e estudos do arcabouço geológico do município para identificar possíveis áreas de exploração. Foram realizados também mapas de uso e ocupação do território, indicando áreas urbanizadas e áreas de pastagem, por exemplo, e zoneamento institucional para localizar unidades de preservação legalmente instituídas.

O cruzamento das informações obtidas com as análises anteriores possibilitou a geração de um mapa de indicativos de locais nos quais existe a possibilidade de exploração mineral sustentável, ou seja, sem infringir áreas de proteção estabelecidas. Entre os minerais com potencial para a exploração estão rochas para brita e fins ornamentais e argila para cerâmica.

Como resultado do projeto, nomeado “Avaliação do potencial mineral e subsídios para o desenvolvimento em bases sustentáveis do município de Ribeirão Branco”, foi entregue à prefeitura, além do mapa indicativo, um conjunto de diretrizes e iniciativas para a gestão e dinamização da atividade mineral, buscando conciliar o aproveitamento dos seus recursos minerais com as demais formas de uso e ocupação do solo e com a conservação ambiental.

Uma das iniciativas sugeridas a se destacar foi a articulação da prefeitura de Ribeirão Branco com os demais munícipios da região e com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação para a implementação do Arranjo Produtivo Local de Base Mineral do Sul Paulista, que impulsionaria o desenvolvimento econômico da região como um todo.