Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  02.08.10

Comparao internacional


IPT ensaia modelo de navio de combate em projeto que envolve tanques de provas de diversos países


O Tanque de Provas do Centro de Engenharia Naval e Oceânica (CNaval) do IPT recebeu um modelo em escala reduzida de navio de combate para a execução de ensaios de resistência ao avanço. A ação faz parte de um projeto de iniciativa da International Towing Tank Conference (ITTC), que é uma associação mundial de entidades voltadas a estudos de desempenhos de hidrodinâmica de navios e instalações marítimas, com base em resultados de modelagem física e numérica.
Modelo em escala reduzida de navio de combate será avaliado em 21 tanques de provas
 

O projeto da ITTC, que teve início em 2005, prevê a realização de ensaios em 21 tanques de provas espalhados pelo mundo, a compilação dos dados e a divulgação dos resultados finais no 26º conferência da associação, que acontecerá entre 28 de agosto e três de setembro de 2011 no Rio de Janeiro. O modelo único do navio de combate ensaiado, que tem 3,048 metros de comprimento, foi construído no Canal de Experiencias Hidrodinámicas de El Pardo (Cehipar), localizado na Espanha.

Os ensaios nos tanques de reboque foram executados conforme os procedimentos padrão recomendados pela ITTC, mas com os equipamentos e com os instrumentos de medição disponíveis em cada um dos laboratórios participantes. “Os testes com o modelo do navio de combate foram muito importantes para a verificação e análise de nossos procedimentos”, explica Carlos Daher Padovezi, diretor do CNaval. “Não é somente a realização dos ensaios com modelos em escala reduzida que importa em um tanque de provas, mas também o método de extrapolação para a escala real. Assim, haverá comparações entre os vários laboratórios, permitindo avaliar os procedimentos, as precisões dos ensaios e a efetividade dos métodos de extrapolação dos resultados para o navio real”.
Modelo ensaiado no IPT possuía novidades na geometria, como o bulbo de proa, desenvolvido para altas velocidades
 

Por meio de estudos experimentais, o IPT avalia habitualmente o projeto de cascos e de sistemas de propulsão de navios de grande porte e de embarcações fluviais. Ensaios com cascos de embarcações de combate são mais raros: “O modelo ensaiado no IPT possui uma novidade em sua geometria: um bulbo de proa desenvolvido para aumentar a eficiência do casco durante a operação em alta velocidade”. Após a conclusão da fase de ensaios no Brasil, o modelo da embarcação foi enviado para a Universidade de Strathclyde, em Glasgow (Escócia).