Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  30.09.10

Caracterizao de materiais


Estágio de pesquisador na Alemanha aumenta capacitação do IPT para o reaproveitamento de resíduos de construção


Para atender ao crescimento da demanda pelo reaproveitamento de resíduos de construção e demolição (RCD), o assistente de pesquisa Mario Sergio Guilge, do Laboratório de Materiais de Construção Civil (LMCC), realizou um estágio de oito meses para investigar o uso destes rejeitos como um novo tipo de aglomerante, a partir de técnicas de caracterização química e mineralógica.
Estágio na Alemanha em resíduos de construção e demolição aumentará capacitação para o desenvolvimento de novos tipos de aglomerante
 
As atividades foram realizadas na Universidade Martin-Luther em Halle (Alemanha) entre dezembro de 2009 e agosto de 2010, dentro do Programa de Desenvolvimento e Capacitação no Exterior (PDCE) do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).

O estágio atendeu a uma demanda do laboratório para a ampliação da capacitação nas técnicas mais modernas de difração de raios-X e de análises térmicas, que envolvem a quantificação de fases minerais, e também a investigação dos resíduos como cimento ou mesmo adições potencialmente pozolânicas para melhorar o desempenho dos cimentos tradicionais. As pozolanas são materiais naturais – como as cinzas vulcânicas e algumas rochas de origem fóssil – ou artificiais como as cinzas volantes, que são produzidas com a queima de combustíveis em centrais termoelétricas a carvão.

As análises de difração de raios-X com quantificação de fases foram executadas pelo pesquisador na Alemanha com base no método de Rietveld, técnica amplamente reconhecida nas áreas de ciência dos materiais.
Caracterização de materiais residuais foi executada pelo pesquisador na Universidade Martin-Luther
 
A partir do estágio, a expectativa de Guilge é que as pesquisas no IPT sobre a aplicabilidade de resíduos incluam a análise quantitativa das diversas fases minerais de seus constituintes para o desenvolvimento de aglomerantes de baixo impacto ambiental.

“O estágio irá colaborar para avançarmos nas pesquisas de ativação térmica dos resíduos de construção e demolição, necessárias para o desenvolvimento dos novos tipos de aglomerante, assim como para o meu projeto de mestrado em curso no IPT”, explica Guilge. “A intenção é transformar estes materiais de baixo valor agregado em um cimento especial, para aplicações que não demandem elevada resistência mecânica.”