Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  13.12.10

Produtos globalizados


IPT obtém acreditação junto ao Inmetro para teste e adequação de produtos de exportação a normas internacionais


Depois de uma auditoria técnica feita há quase um ano pelo Inmetro, o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial, no início de novembro veio a acreditação do Laboratório de Análises Químicas do Centro de Metrologia Química do IPT. A acreditação permite que o Laboratório realize, com o reconhecimento do órgão federal, testes e adequações de produtos brasileiros de exportação às restrições da diretiva RoHS e, também, a determinação de plastificantes ftálicos em PVC.
Miguel Papai, responsável pelo laboratório recém-acreditado, durante ensaio de análises químicas
 

Anteriormente, o Laboratório de Combustíveis e Lubrificantes do IPT já contava com o reconhecimento do Inmetro. Segundo o responsável pelo laboratório recém-acreditado, Miguel Papai, ampliou-se o reconhecimento público de competências técnicas que o IPT já dominava. “Ganhamos uma nova qualificação e o reconhecimento de competência técnica e sistema de gestão da qualidade, garantindo a rastreabilidade e padrões adequados de medição, para atender as necessidades técnicas da indústria nacional numa área estratégica para o comércio internacional, particularmente os exportadores de produtos industriais, que devem atender as normas restritivas contidas na diretiva RoHS e, também, a comercialização de brinquedos, produtos infantis e artigos para festas.”

A diretiva RoHS, sigla em inglês para Restrições ao Uso de Certas Substâncias Perigosas, é norma europeia que impõe limites e restringe o uso de substâncias como chumbo, cádmio, mercúrio e cromo – metais pesados – e polibromados retardadores de chamas, por representarem risco ao ambiente e à saúde humana. A acreditação compreende os procedimentos de análise qualitativa por Fluorescência de Raios-X, dispersão de energia, preparativo e ensaio de metais por Espectrometria de Emissão Atômica de Plasma (ICP-OES), Cromo Hexavalente por Espectrofotometria de UV Visível, além de preparativo e ensaio de Plastificantes Ftálicos em PVC.

O aumento do escopo está se desenhando desde 2009. Novos procedimentos serão acreditados em 2011 para o atendimento aos mais diversos ensaios já realizados dentro do IPT pelo Laboratório de Análises Químicas.