Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  11.04.11

Areia para ensaios


IPT discute com fabricantes de cimento soluções para manutenção do fornecimento do material de referência


Para sinalizar a preocupação do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) quanto à regularidade no fornecimento de areia normal brasileira para ensaios de controle de qualidade do cimento Portland, o Centro de Tecnologia de Obras de Infraestrutura organizou uma reunião no dia 7 de abril com representantes do segmento. “Houve um grande crescimento no atendimento às indústrias de cimentos e queremos continuar a produzir a areia com qualidade idêntica à atual”, explica Gisleine Coelho de Campos, diretora do CT-Obras.
Porto de extração de areia em Salesópolis: projeto em discussão prevê a identificação de novos depósitos
 
O ano de 2010 foi recorde na oferta de areia normal pelo laboratório e chegou-se ao fornecimento de quase 300 toneladas.

O Laboratório de Materiais de Construção Civil (LMCC) do IPT é o único fornecedor no Brasil da areia normal brasileira, que é um material de referência utilizado por todos os laboratórios nacionais que realizam ensaios físico-mecânicos de cimento Portland para o controle do processo de produção. As diretrizes quanto à produção e certificação da areia estão estabelecidas na norma ABNT NBR 7214 (1982).

Segundo dados do Sindicato Nacional da Indústria de Cimentos (SNIC), o país ainda tem um baixo consumo per capita de cimento, apesar do aumento verificado nos últimos dez anos: em 2008, foram 272 kg por habitante ao ano, enquanto a China chegou a 1.038 kg/hab/ano. No entanto, os investimentos em infraestrutura e o déficit habitacional no Brasil estão incrementando o consumo, e os números no IPT apontam esta tendência, com o fornecimento de 30 toneladas da areia para ensaios no último mês de março.

Do atual montante de areia normal brasileira fornecido pelo IPT, cerca de 90% atende às cimenteiras, afirma o responsável pelo laboratório no Instituto, Valdecir Angelo Quarcioni.
Areia normal brasileira é material de referência utilizado em ensaios físico-mecânicos de cimento Portland - na foto, porto de extração na cidade de Biritiba-Mirim
 
Na reunião realizada com representantes dos fabricantes, que contou também com a participação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e da Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP), o LMCC colocou em discussão um projeto de parceria entre o Instituto e as empresas para modernização e ampliação da capacitação de oferta do material pelo IPT. Os objetivos principais são a melhoria da infraestrutura, a identificação e qualificação de novos depósitos de areia, a revisão da norma da ABNT e a criação de um projeto-piloto para desenvolver uma areia nos padrões EN (European Standards) e ISO (International Organization Standardization), a fim de acompanhar as expectativas de crescimento da indústria nacional de construção civil.