Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  20.07.11

Produtividade em projetos


Engenharia Naval compartilha softwares de simulação com a comunidade de pesquisadores do IPT


Os profissionais do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) estão conquistando mais produtividade para desenvolver projetos de P&D por meio do compartilhamento de softwares de simulação. O Centro de Alto Desempenho e Armazenamento Compartilhado (Cadac) instalou em seu cluster licenças dos programas do Centro de Engenharia Naval e Oceânica (C-Naval), permitindo que todo o Instituto tenha acesso a essas ferramentas.

Cluster da Silicon Graphics International conta com 64 núcleos de processamento
 
Com a centralização, os usuários ganham maior poder de processamento, fazendo uso do cluster (conjunto de servidores de alto desempenho) da Silicon Graphics International (SGI), instalado em agosto de 2010. O sistema conta com 64 núcleos de processamento e desempenho de 716.8 GFLOPs (operações de ponto flutuante por segundo).

Ao mesmo tempo, o Instituto também aumenta o nível de ocupação dessas ferramentas, já que toda a comunidade de pesquisadores e técnicos passa a ter potencial de uso, e reduz a demanda por licenças – antes de solicitar uma compra o profissional verifica o que está disponível no servidor e, se for o caso, compra apenas as aplicações (toolbox) de sua área de engenharia. “O compartilhamento abre uma nova frente de interação entre os laboratórios do IPT”, afirma Carlos Daher Padovezi, diretor do C-Naval.

Além da centralização dos softwares de simulação no cluster, o IPT está adquirindo e instalando licenças de software para compartilhamento em rede, tais como Autocad, Foran, Maxsurf, Solidworks e Star CMM. Sem a necessidade de grande poder de processamento, esses programas funcionam diretamente no desktop do pesquisador, mas “autorizados” por um servidor de licenças.

Esse recurso também permite otimizar o uso de ferramentas. Imagine que existam 100 pesquisadores que utilizem eventualmente o Autocad e que esta utilização não ocorra simultaneamente. Seria necessário adquirir 100 licenças, uma para cada usuário, em uma situação sem rede. “Mas no licenciamento em rede, nós podemos adquirir um número menor - por exemplo, 20 licenças - que garantiriam a utilização de 20 pesquisadores simultaneamente”, afirma Newton da Silva Brandão, coordenador de tecnologia de informação do IPT. Segundo ele, a economia obtida com o custo dessas 80 licenças pode ser revertida para a aquisição de novos softwares ou módulos desses programas.

Veja na relação abaixo os softwares que o CNAVAL já disponibilizou no servidor e aqueles que ainda serão disponibilizados:

Softwares já instalados no servidor:

CFX-Ansys - CFD (Computacional Fluid Dynamics), simulação estrutural.

Foran - Projeto integrado de navios; modelagem de cascos de navio, hidrostática, simulação de estabilidade.

Maxsurf - Da área Naval, para modelagem de cascos de navio, determinação de dados hidrostáticos e simulação de estabilidade.

Solidworks - Desenho 2D, detalhamento de projetos, desenhos 3D, detalhamento de projetos, montagem de peças e detalhamento de peças para usinagem.

Star CMM - Simulação de fluidos no entorno de corpos flutuantes - CFD (Computacional Fluid Dynamics).


Softwares que serão instalados no servidor:

AutoCAD - Desenho 2D, detalhamento de projetos.

Geomagic - Transforma nuvem de pontos obtidos através do escaneamento de um corpo em Superfície 3D.

Matlab - Voltado à computação científica, programação e análise numérica avançada para situações tecno-científicas.

Powershape - Modelagem de superfícies e tratamento de superfícies, geração de moldes para injeção.

Proengineer - Modelagem de Superfícies complexas e detalhamento de projetos.

Rhinoceros – Modelagem de superfícies e tratamento de superfícies, desenho 2D, desenhos 3D, detalhamento de projetos e determinação de dados hidrostáticos.