Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  02.12.11

Novos sistemas construtivos


Tecnologias que disputam programas habitacionais precisam ser submetidas a avaliações técnicas


A metodologia de avaliação de desempenho, que visa analisar o comportamento potencial de uma habitação durante o uso, é a principal referência para balizar a avaliação de sistemas construtivos inovadores que participam do Sistema Nacional de Avaliações Técnicas (SiNAT), do Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat (PBQP-H), ligado ao Ministério das Cidades.

O processo de avaliação é necessário para que a tecnologia possa integrar programas oficiais de habitação, como o ‘Minha casa, minha vida’, do Governo Federal.

Fechamento em madeira passa por teste de desempenho no Laboratório de Componentes e Sistemas Construtivos
 
O Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) atua como braço tecnológico do SiNAT por meio do Laboratório de Componentes e Sistemas Construtivos (LCSC), do Centro Tecnológico do Ambiente Construído (Cetac), promovendo as avaliações técnicas.

Os aspectos de durabilidade que devem ser levados em conta dependem das características peculiares de cada sistema construtivo. É preciso identificar o que afeta a durabilidade em cada caso. Por exemplo, se o sistema em avaliação adota fechamento em réguas (sidings) de PVC é preciso verificar a resistência aos raios ultravioleta dessas réguas. Já se a tecnologia envolver componentes de aço, como o ‘steel frame’, a verificação inclui a avaliação da resistência à corrosão, do comportamento das juntas, entre outros aspectos.

A metodologia de avaliação adotada pelo IPT começa com a análise dos projetos do sistema em questão e visita técnicas a obras em execução. Depois são feitos os ensaios e análises propriamente ditos, de acordo com dois grupos: ensaios de caracterização de materiais e componentes e ensaios ou análises de desempenho. Caso a empresa não tenha obras em execução, faz-se necessária a construção de um protótipo.

Nos ensaios do primeiro grupo, são checadas, por exemplo, as características dos produtos, como dimensões, resistência mecânica dos materiais, composições químicas e físicas dos materiais, entre outras.

O grupo dos ensaios de desempenho inclui a análise dos níveis de segurança estrutural do sistema construtivo, observando as cargas de ruptura e de serviço. Exemplos de ensaios feitos nesse grupo são os de compressão excêntrica em paredes, impactos de corpo mole e de corpo duro em paredes, verificando a resistência do conjunto consolidado dos componentes, incluindo as juntas, se houver.

Outras características verificadas nesse grupo são a segurança contra incêndio, estanqueidade à água, desempenho acústico, durabilidade e desempenho térmico. Neste último item, por exemplo, é simulado um dia típico de verão e um dia típico de inverno, considerando as zonas bioclimáticas nas quais serão construídas as edificações.

A avaliação contempla as particularidades de cada sistema construtivo, o que ajuda a compor um quadro do desempenho global da edificação, o que em última análise diz se o sistema atende ou não requisitos pré-estabelecidos.