Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  08.12.11

Projeto de TI premiado


IPT conquista Prêmio TI & Governo com sistema de sorteio eletrônico desenvolvido para o estado do Mato Grosso


Mensagem do diretor da Plano Editorial, Wilson Moherdaui, que coordena o “Prêmio TI & Governo 2011” em sua sétima edição, comunicou a conquista da premiação pelo IPT ao responsável pelo projeto, Alessandro Santiago dos Santos, pesquisador do Centro de Tecnologia da Informação, Automação e Mobilidade, o Ciam. O projeto ‘Sorteio Eletrônico - Agilidade, Confiabilidade e Transparência na Distribuição de Casas Populares do Programa Minha Casa Minha Vida em Mato Grosso’, desenvolvido pelo IPT, foi contemplado com o ‘Prêmio TI & Governo’ e será publicado no ‘Anuário TI & Governo2011’, a ser lançado pela Plano Editorial, responsável também pela publicação do ‘Informática Hoje’, entre outros títulos.

Segundo o pesquisador, o sistema para sorteio eletrônico criado pelo IPT conta com algoritmos de diferentes qualidades para gerar os números do sorteio. Não há a possibilidade de resultados viciados porque o sistema trabalha com uma chave de 16 dígitos, chamada de ‘semente’, inserida no software antes da distribuição aleatória dos dados. “Essa chave garante a segurança do sistema, impedindo a previsibilidade de resultados em diferentes processos”, afirma ele. A mesma metodologia é aplicada pelo IPT no caso da Nota Fiscal Paulista, na qual o computador sorteia 1,5 milhão de prêmios em apenas seis segundos, abrangendo mais de 60 milhões de bilhetes. O sorteio no Mato Grosso foi realizado em praça pública e acompanhado por mais de três mil pessoas.

Santos: chave de 16 dígitos garante a segurança do sistema
 
Santos enfatiza o apoio da direção do IPT, dos profissionais de sua unidade técnica e de outras áreas, demonstrando a força da multidisciplinaridade das equipes do Instituto: “Conseguimos o reconhecimento de um bom trabalho realizado.” Em seguida, compartilha a premiação com todos os colegas que tiveram envolvimento direto ou indireto com este projeto, “sem vocês não teríamos condições de obter este reconhecimento”. Para a diretora do Ciam, Maria Rosilene Ferreira, foi muito importante a contribuição do Instituto para a integridade do processo no Mato Grosso. “Sorteio é aleatório, por isso a participação do IPT, até no dia da apuração pública, contribuiu para que houvesse credibilidade e isenção. A tecnologia colocada a serviço da cidadania assegurou direitos iguais para todos os participantes.”

COMISSÃO JULGADORA – Os projetos foram avaliados por Delfino Natal de Souza Neto, Secretário de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento; José Luis Bizelli, do Departamento de Antropologia Política e Filosofia da Unesp; Juarez Quadros do Nascimento, da Orion Consultores Associados; Vanda Scartezini, da Pólo Consultores Associados; Armando Dal Colletto, diretor da Business School São Paulo; e o jornalista Paulo Brito, da Plano Editorial.

Os projetos foram classificados em três categorias: “e-Administração Pública”, “e-Serviços Públicos” e “e-Democracia”. Na avaliação foram levados em conta critérios como inovação, relevância social e envolvimento de recursos humanos. A entrega dos prêmios coincidirá com o lançamento da sétima edição do “Anuário TI & Governo”.