Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  15.09.09

Preservao Documental


Acervo do IPT foi apresentado em evento no RJ que tratou da natureza de arquivos científicos


Começou na última terça-feira, dia 08, o “4º Encontro de Arquivos Científicos no Rio de Janeiro”. O evento, que terminou dia 11, teve o tema “A natureza dos arquivos universitários e de instituições de pesquisa: perspectiva internacional” e contou com uma apresentação sobre Documentos para a História da Ciência e Tecnologia, com destaque para o acervo do IPT.

A sessão plenária teve como foco a natureza dos arquivos de universidades e instituições de pesquisa no que se refere às políticas, estratégias e metodologias adotadas para sua aquisição, arquivamento, acesso, custódia e preservação. Cristiane Sousa, do acervo histórico do IPT, e Sonia Troitiño, professora do curso de Arquivologia da Unesp, apresentaram no dia 10 o acervo do IPT. Bernadette G. Callery apresentou o acervo do Museu da Universidade de Pittsburgh (EUA).

Biblioteca do IPT
 


"O intuito foi compartilhar nossa experiência sobre o processo de implantação do Setor de Memória do IPT, projeto iniciado em 1989", afirma Sousa. "A apresentação resgatou a história do Instituto, a criação de uma cultura de preservação da memória institucional e, consequentemente, a implantação de políticas internas voltadas para essa finalidade", conclui.

O setor apresenta uma proposta de difusão da atuação do IPT e de suas contribuições para a sociedade ao longo de seus 110 anos de existência, preocupando-se com a produção do conhecimento científico e tecnológico e com o desenvolvimento da economia e de políticas públicas. Em 2005 foi organizado o seminário "Políticas públicas para preservação documental: o resguardo da memória da ciência e tecnologia", reunindo profissionais de diversas instituições do País. O encontro foi matéria de capa do “Diário Oficial”, na edição do dia 24 de setembro daquele ano, e destacou a importância das novas tecnologias para a ampliação das formas de acesso a documentos originais.

Protótipo de avião do IPT: modelo faz parte do acervo
 


O então secretário-executivo da pasta estadual de Ciência e Tecnologia, Lourival Mônaco, lembrou à reportagem do “Diário Oficial” a preocupação do governo paulista em proteger a sua história e facilitar o acesso dos cidadãos às informações. "No processo de evolução contínua em que vivemos, é essencial que o conhecimento esteja sempre à disposição, e isso exige investimentos não apenas para preservar os documentos, mas também para torná-los acessíveis."

O Setor de Memória Histórica do IPT, além de arquivar diversos tipos de documentos (relatórios de ensaios, técnicos de medição, de atendimento e certificados) atua também em atividades destinadas à difusão, promoção de intercâmbio de informações e disponibilização de seu acervo para consulta pública. O acervo tem 280m lineares de documentos textuais, 5000 imagens, 350 obras raras, 1000 periódicos, cerca de 100 plantas e desenhos, 150 objetos, 100 fitas de vídeo e cassete, entre outras peças.