Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  24.07.12

Madeira com qualidade


Preservadores entregam primeiro selo de certificação Qualitrat a empresa que atua em São Paulo e Minas Gerais


A Associação Brasileira de Preservadores de Madeira (ABPM) entregou nesta terça-feira, 24, na sede do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), no campus da Cidade Universitária, o primeiro selo de certificação de madeira tratada Qualitrat para a empresa CBI Madeiras, que tem unidades produtivas em Franca (SP), Capelinha e João Pinheiro, em Minas Gerais.

Da esq. para dir.: Celina Almeida (Instituto Totum), Flavio Geraldo (presidente da ABPM), Paulo Maciel (presidente da CBI Madeiras) e Ligia Ferrari (diretora do CT-Floresta/IPT) – Foto: João Pires/Fotojump
 
O selo foi lançado em abril deste ano, depois de mais de uma década de gestação pela ABPM, para combater as ações predatórias no setor de madeira tratada, que fornece pinus e eucalipto ao mercado, com predominância dos setores ferroviário (dormentes), elétrico (postes e cruzetas), agrícola (mourões, estacas e outras peças) e construção civil (fôrmas e diversas aplicações).

O IPT atua como parceiro da ABPM na concessão do selo, realizando a auditoria técnica na empresa que se candidata à certificação. Dentro do Instituto, o Centro de Tecnologias de Recursos Florestais (CT-Floresta) mobilizou uma equipe de quatro técnicos, com experiência em gestão, garantia da qualidade e processos de auditoria para atuar no apoio ao Qualitrat.

“Nossa responsabilidade é seguir o que está no regulamento para concessão do selo e dar nosso parecer, que será avaliado pela comissão de certificação da ABPM”, afirma Sérgio Matias Pereira Junior, pesquisador do Laboratório de Preservação de Madeiras e Biodeterioração de Materiais (LPB), do CT-Floresta.

Segundo Ligia Ferrari, diretora do CT-Floresta, a concessão do selo Qualitrat chega em um momento estratégico, visto que os setores que mais demandam madeira preservada estão em fase de expansão econômica de suas atividades. “É preciso difundir esse trabalho para que o consumidor final exija a madeira certificada”.

O processo de certificação contou também com apoio do Instituto Totum, que prestou consultoria para a parte de governança corporativa.

Os critérios para receber o selo Qualitrat estão divididos em cinco categorias, com as seguintes especificações:

1. Habilitação e Idoneidade Jurídica (Habilitação e Idoneidade Jurídica; Concordância com o Regulamento Técnico do Selo de Qualificação ABPM; Conformidade tributária e trabalhista).

2. Gestão da qualidade nos processos (Controle sobre matéria prima; Controle sobre o processo de secagem; Controle sobre o processo de tratamento; Processo de garantia da qualidade; Gestão da qualidade e melhoria).

3. Gestão Ambiental (Regularidade Ambiental; Capacidade em identificar e tratar os impactos ambientais relevantes para a operação e atender aos requisitos legais; Capacidade de Melhoria da Gestão Ambiental).

4. Regularidade Social, Trabalhista e Gestão de Saúde e Segurança (Regularidade social e trabalhista; Gestão de segurança; Saúde Ocupacional; Capacidade de gestão de Saúde e Segurança Ocupacional).

5. Ética e Responsabilidade Social (Compromisso formal com os princípios éticos; Conformidade fiscal e contábil; Relação com comunidade; Uso de critérios socioambientais no processo de contratação de fornecedores; Melhoria nos processos internos de trabalho).