Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  13.12.12

Exporta, So Paulo


Prêmio Exporta, São Paulo 2012 contempla empresas com perfil exportador; IPT participa na indicação dos vencedores


Na noite de segunda-feira, dia 10 de dezembro, a Associação Comercial de São Paulo realizou cerimônia de entrega do prêmio “Exporta São Paulo 2012”, contemplando empresas que foram destaques em exportação. Segundo a organização o prêmio é parte das atividades do projeto “Exporta, São Paulo”, contando com parcerias da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo, Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo e a São Paulo Chamber of Commerce/Associação Comercial de São Paulo.

Cerimônia de premiação foi realizada na Associação Comercial de São Paulo - da dir. para a esq, Mari Katayama (coordenadora do Progex), Márcio da Costa, gerente comercial da Treetech, e Lucas Pavan Futoli, da área de comunicação da Treetech
 
O prêmio “Exporta São Paulo” é atribuído em diversas categorias. Um dos destaques é o reconhecimento aos empreendimentos empresariais que implementaram adequação de processos ou produtos para vender ao exterior. As indicações nesta categoria são feitas pelo IPT, por meio do seu Programa de Apoio Tecnológico à Exportação – Progex, e na edição anual 2012, que é a oitava, o prêmio nesta categoria foi concedido às empresas Fertron Controle e Automação, de Sertãozinho, e Treetech Sistemas Digitais, de Atibaia.

Rogério Amato, presidente da Associação e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo, reafirmou a importância do prêmio. “O objetivo continua sendo estimular a atividade exportadora entre as micro, pequenas e médias empresas.” O vice-governador paulista, Guilherme Afif Domingos, analisou o desafio do trabalho exportador para empresas nacionais. “Os premiados de hoje são heróis, porque trabalhar com exportação é complexo. A globalização tem sido mais um jogo de relacionamento das grandes corporações.”

Para o diretor de Operações e Negócios do IPT, Carlos Padovezi, o apoio tecnológico às empresas nacionais de pequeno porte é estratégico. “O trabalho do Instituto junto às pequenas e médias empresas, por meio do Progex, tem o objetivo de capacitá-las para conseguirem exportar seus produtos. Este esforço está enquadrado na busca do cumprimento de vários objetivos importantes da instituição como o estímulo à inovação, o fornecimento de apoio tecnológico às indústrias e o suporte a políticas públicas de grande impacto para a sociedade.”

Mari Katayama, coordenadora do Progex, acredita que a adequação de produtos viabiliza exportações e contribui para a inserção das empresas no mercado global de maneira competitiva. “Ajudamos empreendedores a superar barreiras impostas pelos países importadores, especialmente as de caráter técnico.”