Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  08.03.13

Cooperao internacional


Representante de instituto português conhece capacitações e possibilidades de parcerias em projetos com IPT


O IPT recebeu nesta quarta-feira, dia 6 de março, uma representante do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) de Portugal, a vogal Maria de Lourdes Antunes. A visita ao país foi motivada pelo interesse de conhecer pessoalmente as capacitações do IPT nas áreas em comum e identificar possibilidades de projetos conjuntos.

Reunião para apresentação de competências entre os diretores de centro do IPT e a vogal do LNEC, Maria de Lourdes Antunes
 
A vogal foi recebida pelo diretor-presidente, Fernando Landgraf, e pelos diretores Carlos Padovezi, de Operações e Negócios, e Zehbour Panossian, de Inovação, que deram destaque na importância da parceria entre os institutos, e do fato da similaridade entre os dois poder gerar maior aproximação e troca de experiências. Em seguida, a representação institucional foi realizada pelos diretores do CT-Obras, CT-Florestas, CETAE e CETAC, que levantaram alguns tópicos que permitem atuações conjuntas. “Já existe uma cooperação entre os institutos, nossa intenção é fortalecer e intensificar essa ligação”, disse o pesquisador José Luiz Albuquerque Filho, do CETAE, que atuou como facilitador do encontro juntamente com a ARC do Instituto.

Criado em 1946, o LNEC é uma instituição de Ciência e Tecnologia do setor do Estado, vinculado ao Ministério da Economia e têm suas principais atividades nos múltiplos setores da engenharia civil, em seus sete departamentos (Estruturas, Edifícios, Barragens de Concreto, Geotecnia, Materiais, Transportes e Hidráulica & Ambiente). Assim como o IPT, operam com um índice de receitas próprias e outra parte proveniente do orçamento do Estado.

Em andamento, o Convênio de Cooperação LNEC-IPT, contempla projetos de investigação conjunta e intercambio de profissionais, pesquisadores e estagiários, que aumentam suas competências em Portugal por meio do Programa de Desenvolvimento e Capacitação no Exterior (PDCE), desenvolvendo estudos em diversas áreas, mediante as atividades com necessidades específicas das instituições. Esse termo de colaboração é abrangente, permitindo atuações com outras instituições de pesquisa, principalmente com países de língua oficial portuguesa, como o Brasil, Moçambique, Guiné-Bissau e Angola.

“Foi muito produtiva a reunião no IPT, concluí que temos mais em comum do que imaginava. Gostei de trocar informações e estou certa de que vamos conseguir projetos conjuntos. A parceria com outra instituição que temos afinidades ganha profundidade porque podemos trocar experiências, nos complementar e trazer melhores resultados nas ações“, disse Maria de Lourdes. A vogal também participou do Workshop Eurotrain, que aconteceu no IPT para discutir temas de interesse para o transporte internacional de pesquisa cooperativa entre países latino-americanos, no qual o instituto português tem participação.