Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  10.06.13

SAE Brasil e novos materiais


Representantes de empresas do setor automotivo conheceram IPT; focos da visita foram novos materiais e nanotecnologia


Uma visita ao IPT, realizada na manhã do dia 04 de junho, marcou a conclusão do ‘Simpósio SAE Brasil de Novos Materiais e Nanotecnologia’, que havia sido iniciado no dia anterior na cidade de São Paulo. A diretora de Inovação do Instituto, Zehbour Panossian, apresentou palestra no primeiro dia do simpósio sobre a aplicação de nanotecnologia em tintas para a proteção contra a corrosão.

O evento promovido pela Seção São Paulo da SAE Brasil reuniu representantes de empresas que integram a cadeia automotiva, bem como instituições de pesquisas que realizam estudos nas áreas de novos materiais e de nanotecnologia. Doze participantes do simpósio estiveram no IPT para uma visita técnica aos Laboratórios de Processos Metalúrgicos e de Corrosão e Proteção, do Centro de Tecnologia em Metalurgia e Materiais (CTMM); e aos Laboratórios de Biotecnologia Industrial, de Processos Químicos e Tecnologia de Partículas e de Micromanufatura, do Núcleo de Bionanomanufatura. A visita foi concluída com a apresentação institucional do Instituto, realizada por Flavia Motta, responsável pela Coordenadoria de Planejamento e Negócios do IPT.

João Batista Ferreira Neto (à dir.), responsável pelo Laboratório de Processos Metalúrgicos do IPT, apresentou aos visitantes as instalações do novo forno de solidificação direcional de silício
 
Segundo Mauro de Souza Paraiso, vice-coordenador do Simpósio SAE Brasil, a visita ao IPT foi um dos pontos altos. “O momento atual da indústria automotiva, com as novas regras ‘Inovar-Auto’, leva ao aumento do investimento em tecnologia e nos aproxima dos institutos de pesquisa. É um privilégio fazermos esta visita e estamos conversando para realizar o simpósio em 2014 no campus do IPT”, afirmou Mauro.

Os participantes do simpósio também gostaram da oportunidade de visitar o IPT. “Foi um evento bem organizado, com pesquisadores receptivos e focados em suas apresentações. Abre-se uma excelente oportunidade de formação e de parcerias junto ao IPT”, comentou Adriana Cristina Becegato, pesquisadora do Observatório de Prospecção e Difusão de Tecnologia, da Federação das Indústrias do Paraná (FIEP).

O gerente de Pesquisa e Desenvolvimento de Materiais de Fricção da ZF do Brasil, Paulo Sérgio Zanotto, já conhecia o Instituto, mas confessou ter ficado surpreso com o que viu: “Achei muito interessante conhecer mais profundamente a estrutura do IPT. Esperamos poder utilizar estes recursos estabelecendo parcerias relacionadas aos produtos que desenvolvemos para a indústria automotiva, especialmente na área de nanotecnologia”.

Ao final do evento, Flavia fez um balanço positivo da visita. “O novo regime automotivo estabeleceu um montante mínimo de investimento em P&D&I no País, criando uma grande oportunidade para aumento das parcerias entre ICTs e a cadeia automotiva. Embora os beneficiários diretos do ‘Inovar-Auto’ sejam as montadoras, as pesquisas acabarão acontecendo com a participação de toda a cadeia. Esta é uma grande oportunidade para o IPT mostrar todo o seu potencial com esta indústria”, afirmou ela.