Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  16.08.13

Prmio Claudia 2013


Pesquisadora Natalia Cerize, do Núcleo de Bionanomanufatura do IPT, concorre na nova categoria Revelação


A edição 2013 do Prêmio Claudia tem como finalista uma pesquisadora do Núcleo de Bionanomanufatura do Instituto de Pesquisas Tecnológicas. A farmacêutica Natalia Neto Pereira Cerize concorre em uma categoria criada este ano, a de Revelação, e foi escolhida por conta da repercussão do projeto para desenvolvimento de um sistema nanocarreador, o qual conduz os fármacos dentro do corpo até o local da ação. “Os testes de aplicação foram executados em uma droga usada para o tratamento de câncer de pele; incorporar os benefícios da nanotecnologia na saúde, que é uma área tão nobre, é um grande desafio e poderá beneficiar a sociedade”, explica Natalia, formada em Ciências Farmacêuticas pela Universidade de São Paulo (USP) em 2007.

Natalia: "Incorporar os benefícios da nanotecnologia na saúde, que é uma área tão nobre, é um grande desafio"
 
O projeto foi desenvolvido pelo IPT em parceria com a USP e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), e o sistema patenteado deverá contribuir para a criação de novas formas de administração e veiculação de agentes ativos de interesse também em outras áreas, como cosmética, produtos de higiene pessoal, veterinária, agroquímica e alimentos.

Criado em 1996, o Prêmio Claudia chega à sua 18ª edição destacando mulheres inovadoras e empenhadas em encontrar soluções para variados problemas da sociedade. A seleção das finalistas começou em março quando a equipe do prêmio convidou personalidades (cientistas, acadêmicos, empreendedores sociais, empresários, políticos, escritores renomados e cineastas) para indicar as suas candidatas. Participantes de anos anteriores e leitoras também deram sua contribuição.

Um grupo de candidatas foi selecionado e, após uma pesquisa sobre as realizações dos nomes sugeridos, três finalistas por categoria (Políticas Públicas, Trabalho Social, Cultura, Negócios, Ciências e Revelação) foram definidas, levando em consideração critérios como impacto social, multiplicação e originalidade.

SELEÇÃO DAS GANHADRAS – O júri do prêmio é formado pelos leitores, pela direção da revista e por uma comissão de dez personalidades. A seleção das ganhadoras, uma por categoria, será feita da seguinte forma: cada voto dos integrantes da Comissão Julgadora Externa, composta por 10 personalidades de relevância escolhidas pela Abril Comunicações, terá peso 1. Os votos dos integrantes da Comissão Julgadora Interna, composta por 10 representantes de diversas áreas do grupo econômico da Abril, também terão peso 1, e o total dos votos apurados no portal novamente terá peso 1.

Em caso de empate entre finalistas, os organizadores definirão a ganhadora de cada categoria, a seu critério. As vencedoras de cada uma das categorias farão jus a um troféu cada, e terão suas histórias publicadas na edição do mês de novembro da revista e no site www.premioclaudia.com.br, que estará aberto para a votação popular até às 18h do dia 20 de setembro.