Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  09.10.13

Eficincia energtica


IPT apresenta trabalhos em evento da Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração


O Laboratório de Energia Térmica, Motores, Combustíveis e Emissões (Letmce), do Instituto de Pesquisas Tecnológicas, apresentou três trabalhos no “34º Seminário de Balanços Energéticos Globais e Utilidades e 28º Encontro de Produtores e Consumidores de Gases Industriais”, realizado em Vitória (ES). Promovido pela Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração (ABM), este é considerado um dos principais eventos da área industrial, em particular do setor siderúrgico.

Os trabalhos foram desenvolvidos pelo laboratório para a Comgás como parte de seu “Programa Anual de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico e de Conservação e Racionalização do Uso do Gás em São Paulo”. O primeiro deles apresentou um manual elaborado pelo IPT focado no uso racional do gás natural em indústrias, ou seja, a queima do gás em condições otimizadas de aproveitamento energético e de emissão de poluentes atmosféricos. As duzentas páginas do manual foram divididas em oito capítulos. São abordados temas como a teoria da combustão de gás e a formação de poluentes atmosféricos; tipos e características dos equipamentos de combustão; metodologias para cálculo do rendimento térmico; substituição do óleo combustível por gás natural e instalação/operação/segurança de sistemas de combustão de gás.

O segundo trabalho destacou a unidade móvel desenvolvida pelo laboratório para avaliação do consumo de energia e da emissão de poluentes por equipamentos industriais de combustão e gaseificação. Um veículo tipo furgão foi equipado com todos os recursos para a instalação, transporte e operação de instrumentos de medição das propriedades (vazão, temperatura, pressão e composição química) dos principais fluxos de entrada e saída de gases em equipamentos na própria instalação do cliente. Os resultados podem ser verificados no momento de realização dos ensaios. Para a medição da composição de gases de combustão ou gaseificação, por exemplo, o veículo dispõe de analisadores contínuos para poluentes como dióxido de enxofre (SO2), monóxido de carbono (CO), óxidos de nitrogênio (NOx) e hidrocarbonetos voláteis (HC), e de instrumentos descontínuos para material particulado e condensáveis.

O terceiro trabalho relatou a implantação pelo laboratório de um sistema de preaquecimento de ar de combustão em forno de zinco que resultou na economia de 28% do combustível. O trabalho compreendeu o levantamento experimental das condições operacionais do forno; o cálculo da redução esperada do consumo de gás natural com o preaquecimento do ar de combustão; a elaboração de modelo matemático para o dimensionamento do preaquecedor; a seleção de empresa para o fornecimento do equipamento; o acompanhamento da construção e montagem do preaquecedor, e o levantamento experimental para verificação das condições operacionais do forno com o preaquecedor instalado.

Segundo Renato Vergnhanini, pesquisador do laboratório, autor e apresentador dos trabalhos, o evento “propiciou a divulgação dos trabalhos desenvolvidos pelo IPT, permitiu o contato com as principais siderúrgicas presente no País, como Gerdau Açominas, CSN, Aperam, Usiminas, ArcelorMittal, Vallourec, Thyssenkrupp e Vale, clientes atuais e potenciais do laboratório”, explicou ele.