Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  29.11.13

reas de eroso


Cidade de Fernandópolis terá diagnóstico do IPT sobre erosão e assoreamento nas áreas rural e urbana


Fonte: Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado (SDECTI), Rodrigo Garcia, e a prefeita de Fernandópolis, Ana Maria Matoso Bim, assinaram nesta quinta-feira, 28 de novembro, convênio para realização de diagnóstico dos processos de erosão e assoreamento na área rural e urbana no município.

De acordo com Rodrigo Garcia, esse relatório é essencial para diagnosticar a atual situação do local. “Agora, a prefeitura poderá seguir as recomendações e diretrizes necessárias para o controle e prevenção dos processos erosivos. O estudo será realizado por técnicos do IPT, um dos mais renomados institutos do Brasil”, acrescenta.

O estudo fará o levantamento bibliográfico da área, histórico do processo de erosão, levantamento das erosões lineares, hierarquização do desgaste urbano, elaboração de mapas de solo e propostas de prevenção e controle. Para a execução do trabalho será investido o total de R$ 227,9 mil. A secretaria fará um aporte de R$ 185,7 mil por meio do Programa de Apoio Tecnológico aos Municípios (Patem) e a Prefeitura Municipal oferecerá em contrapartida R$ 42,2 mil.

Segundo a prefeita Ana Bim, esse convênio é muito importante para o município. “Fernandópolis possui mais de 800 km de estradas rurais. Esse estudo levantará todas as áreas de riscos e nos dará diretrizes para precaver situações emergenciais em construções irregulares”, completa.