Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  06.12.13

Novos mestres no mercado


IPT forma novas turmas do Mestrado Profissional e contribui ao aperfeiçoamento técnico em diversas áreas


A Coordenadoria de Ensino Tecnológico do IPT promoveu a formatura de uma nova turma de 95 mestres profissionais nas áreas de Habitação, Tecnologia Ambiental, Processos Industriais e Engenharia da Computação na noite de sexta-feira, 29 de novembro. Desde que foi criado em 1997 e incluindo os formandos deste ano, o Mestrado do IPT já formou 940 profissionais de diversas áreas, afirma o coordenador Eduardo Machado: “A cada ano o evento de formatura se consolida e hoje já se pode tê-lo como uma tradição do Instituto.
Mestrado do IPT formou 940 profissionais de diversas áreas desde a sua criação em 2007
 
Mais do que olhar para o lado técnico da transferência de conhecimento e treinamento, é um relacionamento multiplicador envolvendo o próprio IPT, os alunos, suas famílias e as empresas ou instituições a que estão ligados. Esta é uma forma de darmos retorno com qualidade à sociedade”.

O tecnólogo ambiental Vinicius Dantas Cortez desenvolveu sua tese em Tecnologia Ambiental, com estudo de resíduos industriais das empresas de galvanoplastia na zona leste de São Paulo. “Foram analisados os impactos ambientais dos efluentes que não foram tratados, o que é um subsídio importante para as políticas de zoneamento local com menores riscos para os moradores.”

A pesquisa para o mestrado em Habitação de Giselly Barros Rodrigues, da Uninove, focalizou o centro da capital paulista. “Fui na contramão dos urbanistas que apostam na migração exclusiva de pessoas das classes A e B para a região central de São Paulo como estratégia de revitalização. Depois de estudar casos europeus e norte-americanos, a conclusão é de que o ideal seria apostar na mescla de diversos usos e classes de renda para aquela área. Manter uma única classe social implica que a região permanecerá degradada.”

O mestrado em Engenharia da Computação de Rodrigo Leme, desenvolvedor de programas do portal Decolar.com, manteve foco em arquitetura de software em um ambiente de pesquisa, desenvolvimento e inovação. “Por falar em ambiente de pesquisa, o mestrado do IPT foi especialmente importante em primeiro lugar pela oportunidade de reciclagem de conhecimentos. O segundo aspecto, mas não menos relevante, é a imersão na cultura da pesquisa que constitui um fator de amadurecimento, um salto de qualidade na carreira profissional.”

NOVOS CURSOS – Para o próximo ano, Machado adianta novidades. “Nossa expectativa é pela abertura de novos cursos especializados nas áreas de Geologia & Meio Ambiente e Tecnologia & Inovação, em sintonia fina com as demandas e o futuro do país. A abertura deverá ocorrer em meados do próximo ano, uma vez definidas as épocas faremos sua divulgação ampla.” Para o diretor de Operações e Negócios do IPT, Carlos Daher Padovezi, o Mestrado Profissional é visto como atividade cada vez mais valorizada e estratégica para a instituição de pesquisa tecnológica. “Significa que estamos cumprindo o objetivo de transmitir conhecimento do IPT para a sociedade de maneira organizada e adequada.”

 
  • Formatura Mestrado Profissional IPT