Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  19.05.14

Intercmbio on the road


Professor dos EUA visita IPT e discute cooperação em áreas técnicas como a da corrosão aplicada a rodovias


No período de 12 a 14 de maio esteve em visita técnica ao IPT Ali Maher, professor de Engenharia Civil da State University of New Jersey nos Estados Unidos e diretor do Center for Advanced Infrastructure and Transportation, um centro universitário norte-americano que conta com recursos do U.S. Department of Transportation, órgão que dispõe de orçamento federal para a realização de estudos e obras de recuperação de rodovias e pontes.

O primeiro contato de Maher com o IPT foi intermediado pela pesquisadora Adriana Araújo, do Laboratório de Corrosão e Proteção, e em sua visita na semana passada o professor conheceu pesquisadores e instalações do Centro de Tecnologia de Obras de Infraestrutura, do Centro de Tecnologia da Informação, Automação e Mobilidade e também do Centro de Tecnologia em Metalurgia e Materiais.

Ali Maher (terceiro da esq. para dir) em reunião com pesquisadores do IPT
 
Segundo a diretora de Inovação do Instituto, Zehbour Panossian, os estudos e obras de recuperação são estratégicos para os EUA que, por motivos ambientais, enfrenta impedimentos para abrir novas rodovias: “Foram estabelecidos objetivos de intercâmbio e de possível contratação do IPT para prestação de serviços ao órgão norte-americano, em função da capacitação que conheceu em nossas diversas áreas técnicas”. Foram identificadas diversas áreas de interesse relacionadas a transporte, como os sistemas de transportes inteligentes e a nanotecnologia, neste caso, em decorrência da participação do IPT no Projeto Nanomar, financiado pela União Europeia.

Para Maher, sua visita ao IPT foi ao mesmo tempo informativa e construtiva. “Fiquei bastante impressionado com a profundidade e o fôlego das pesquisas em curso. Planejo enviar nosso especialista em corrosão para um encontro e início de um trabalho de base para os projetos que discutimos, inclusive a implementação de um regime de testes de detecção de corrosão mais abrangente sobre a plataforma de NDT/NDE (testes não-destrutivos). Espero que a semente desses projetos nos permita desenvolver uma relação ampla e duradoura.”