Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  30.05.14

Desafios inovao


Evento do IPT estimula pesquisadores que atingiram as metas de inovação e produtividade nos trabalhos


A cerimônia do ‘Programa de Estímulo à Inovação e à Produtividade Tecnológica’ realizada na terça-feira, 27 de maio, homenageou laboratórios, pesquisadores e pesquisadoras por seus trabalhos técnicos que se destacaram em quesitos de inovação e produtividade. Criado em 2011 com o objetivo de incentivar a produção de conhecimentos tecnológicos e a consolidação das ações voltadas à obtenção de resultados financeiros estáveis ao longo do tempo, esta foi a quarta edição do evento.

“Esta reunião é superimportante. A ideia desse nosso encontro é mostrar ao maior número de ipeteanos que nós valorizamos a inovação e é isso que estamos festejando. Temos um sonho que foi proposto em 25 de março deste ano de o IPT alcançar em 2018 uma receita de 40% proveniente de atividades de inovação”, afirmou o diretor-presidente do IPT, Fernando José Gomes Landgraf.

Para cada modalidade e patente, será concedida uma viagem de estudos, no Brasil ou no exterior, em instituição renomada, ou participação em eventos na área de interesse do pesquisador ou pesquisadora. Nos casos em que há mais de um colaborador, os próprios grupos de pesquisa indicarão um dos profissionais para a viagem.

Equipe responsável pelo depósito da patente “Método de nanoencapsulação de ativos em dupla emulsão inversa e produtos resultantes”: da esq. para a dir, os pesquisadores Renato Rosafa Gavioli, Kleber Lanigra Guimarães, Maria Helena Ambrósio Zanin, Adriano Marim de Oliveira e Natalia Neto Pereira Cerize, do Laboratório de Processos Químicos e Tecnologia de Partículas, e o diretor-presidente do IPT, Fernando Landgraf
 
A novidade desta edição foi a criação de um comitê para apuração de dados, patentes e artigos. O grupo é composto por profissionais da Coordenadoria de Recursos Humanos, da Coordenadoria de Planejamento e Negócios, do Departamento de Acervo de Informação Tecnológica, da Diretoria de Inovação e da Fundação de Apoio ao IPT, a FIPT.

Um dos destaques da premiação foi a modalidade ‘Novos Procedimentos no Sistema da Qualidade’ em que o Laboratório de Tecnologia Têxtil levou a primeira colocação com um total de oito pesquisadores e 132 procedimentos, contra um pesquisador e 10 procedimentos do segundo lugar (Laboratório de Calçados e Produtos de Proteção), e sete pesquisadores e 24 procedimentos do terceiro lugar (Laboratório de Instalações Prediais e Saneamento).

A pesquisadora Jordana Rodrigues explicou a razão de um número tão alto: “Esse valor elevado é porque nós cadastramos os procedimentos das áreas de plásticos e borrachas que pertencem ao Laboratório de Tecnologia Têxtil”. No quesito Procedimentos Inovadores, outra novidade: os procedimentos foram avaliados por alguns dos principais clientes do IPT, como Petrobras e AkzoNobel, que asseguraram que eles representam uma inovação.

No encerramento do evento, Landgraf pontuou alguns números do IPT no ano passado. “Em 2013 nós conseguimos chegar a R$ 21 milhões em projetos de P&D. Foi um avanço importante, porque conseguimos crescer de 16 para 20 milhões. Este ano, nós temos como meta chegar em 25 milhões com receita em projetos de P&D.”

Ele também falou sobre as patentes. “Temos uma meta desafiadora de 17 patentes; em 2013, tivemos 13, das quais 11 patentes e dois softwares. Tivemos um grande sucesso com o número de artigos publicados – nos últimos anos, tínhamos uma média de 220, mas em 2012 este número caiu para 202. A nova gestão da diretoria de inovação cuidou de cobrar isso pessoalmente e chegamos a um recorde histórico de 334 artigos publicados.”

Ainda segundo Landgraf, a meta para 2014 é de 350 publicações contando com os trabalhos apresentados nos programas de Mestrado Profissional do IPT.

Confira a seguir os destaques em cada categoria, com os respectivos indicadores de desempenho:

Categoria Equipe 

Receita de P&D com Empresas

1. Seção de Software e Sistemas para Engenharia 

2. Laboratório de Processos Metalúrgicos 

3. Laboratório de Corrosão e Proteção 

Procedimentos de Ensaio e Procedimentos de Calibração no Sistema da Qualidade

1. Laboratório de Tecnologia Têxtil 

2. Laboratório de Calçados e Produtos de Proteção

3. Laboratório de Instalações Prediais e Saneamento

Procedimentos inovadores

1. Laboratório de Corrosão e Proteção

2. Laboratório de Segurança ao Fogo e Explosões

2. Laboratório de Materiais de Construção Civil 

2. Laboratório de Metrologia Elétrica

Publicação de artigos

1. Laboratório de Micromanufatura

2. Laboratório de Componentes e Sistemas Construtivos

3. Laboratório de Resíduos e Áreas Contaminadas

Produtividade tecnológica

1. Seção de Software e Sistemas para Engenharia

2. Laboratório de Calçados e Produtos de Proteção

3. Laboratório de Papel e Celulose

4. Seção de Óleo e Gás

Crescimento do resultado

1. Laboratório de Recursos Hídricos e Avaliação Geoambiental

2. Seção de Óleo e Gás

3. Seção de Engenharia de Estruturas

4. Laboratório de Papel e Celulose

Categoria Indivíduo

Publicações

1. Claudia Echevenguá Teixeira, do Laboratório de Resíduos e Áreas Contaminadas – 14 publicações;

2. Neusvaldo Lira de Almeida, do Laboratório de Corrosão e Proteção – 10 publicações;

3. Giulliana Mondelli, do Laboratório de Resíduos e Áreas Contaminadas – 8 publicações;

3. Adriano Marim de Oliveira, do Laboratório de Processos Químicos e Tecnologia de Partículas – 8 publicações;

3. Ramon Valls Martin, do Laboratório de Metrologia Elétrica – 8 publicações;

3. Eduardo Soares de Macedo, do Laboratório de Riscos Ambientais – 8 publicações.

Patentes (sem ordem de classificação)

1. João Batista Ferreira Neto, Moysés Leite de Lima, Eduardo Albertin e Tiago Ramos Ribeiro, do Laboratório de Processos Metalúrgicos – “Processo de purificação de silício por meio de solidificação controlada sob centrifugação”;

2. Ramon Valls Martin, do Laboratório de Metrologia Elétrica, e Élio Alberto Périgo (externo) – “Equipamento para caracterização magnética de nanopartículas e métodos de medição”;

3. Adriano Marim de Oliveira, Natália Neto Pereira Cerize, Kleber Lanigra Guimarães e João Guilherme Rocha Poço, do Laboratório de Processos Químicos e Tecnologia de Partículas – “Uso de poli(dimetilsiloxano)-graft-poliacrilatos para liberação controlada de ativos em meio alcalino e processo de obtenção de ativos revestidos”;

4. Alex de Oliveira e Oliveira, Marcela Maciel de Araújo e Scandar Gasperazzo Ignatius, do Laboratório de Resíduos e Áreas Contaminadas – “Modelo físico para simulação de dessorção térmica in situ em solos contaminados com produtos orgânicos”;

5. Adriano Marim de Oliveira, Renato Rosafa Gavioli, Natalia Neto Pereira Cerize, Maria Helena Ambrósio Zanin, Kleber Lanigra Guimarães, Lucilene Betega de Paiva, do Laboratório de Processos Químicos e Tecnologia de Partículas, e Vitorio Giovanni Zanetti Ferraz e Moacir de Mancilha (Iharabras) – “Método de nanoencapsulação de ativos em dupla emulsão inversa e produtos resultantes”;

6. Valdecir Angelo Quarcioni, do Laboratório de Materiais de Construção Civil, Sérgio Cirelli Ângulo (Poli-USP) e Mario Sérgio Guilge (Holcim) – "Unidade de produção de cimento pozolânico de baixo impacto ambiental, obtido por resíduo misto de construção e demolição (RCD), processo e produtos resultantes para a construção civil”;

7. Catia Fredericci, Tomoe Oide Tsubaki, André Luiz Nunis da Silva e Marilia Santos Menossi, do Laboratório de Processos Metalúrgicos, Ramon Valls Martin, do Laboratório de Metrologia Elétrica, Fernando José Gomes Landgraf, diretor-presidente do IPT, e Élio Alberto Périgo (externo) – “Recuperação de neodímio de ímãs Nd-Fe-B”;

8. Catia Fredericci, Tomoe Oide Tsubaki, André Luiz Nunis da Silva e Marilia Santos Menossi, do Laboratório de Processos Metalúrgicos, Ramon Valls Martin, do Laboratório de Metrologia Elétrica, Fernando José Gomes Landgraf, diretor-presidente do IPT, e Élio Alberto Périgo (externo) – “Reciclagem de ímãs Nd-Fe-B”;

9. Rodrigo Junqueira Leão e Gregory Müller Taccola, do Laboratório de Metrologia Mecânica – “Padrão primário para a calibração de transdutores de torque através da variação angular de braço de reação”;

10. João Batista Ferreira Neto, Moysés Leite de Lima e Eduardo Albertin, do Laboratório de Processos Metalúrgicos - “Processo e equipamento para purificação de silício por solidificação direcional”;

11. Adriano Marim de Oliveira, Natália Neto Pereira Cerize, Kleber Lanigra Guimarães, Renato Rosafa Gavioli e Lucilene Betega de Paiva, do Laboratório de Processos Químicos e Tecnologia de Partículas, e Rosa Maria Scavarelli (TheraSkin) – “Método de nanoencapsulação de ativos em altas concentrações e produtos resultantes”.

12. Henrique Frank Werner Puhlmann, Vinicius Takashi Costa e Fernando Marchi, da Seção de Automação, Governança e Mobilidade Digital – “VMS NTCIP TESTER versão 1.0”.

13. Denis Bruno Virissimo, Maria Cristina Machado Domingues e Marcelo Cristiano Russo, da Seção de Soluções de Software e Sistemas para Engenharia, e Sérgio Brazolin, Raquel Dias Aguiar Moraes Amaral e Takashi Yojo, do Laboratório de Árvores, Madeiras e Móveis – “Arbio”.