Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  25.11.09

Segurana estrutural


IPT avalia condições da igreja matriz de São Luiz do Paraitinga, que foi construída no século 19


Da Secretaria de Desenvolvimento

O secretário de Desenvolvimento, Geraldo Alckmin, entregou nesta segunda-feira, 23, o resultado do parecer técnico do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) que avalia a segurança estrutural da Igreja Matriz de São Luiz de Tolosa. O estudo foi entregue para a prefeita de São Luiz do Paraitinga, Ana Lúcia Sicherle, em encontro na sede da secretaria.

Construída no século XIX, a igreja está localizada na praça central da cidade, e possui vários afrescos, vitrais e altares em mármore carrara. Ultimamente, a edificação começou a apresentar trincas nas torres. Após três meses de inspeções, os técnicos do IPT indicaram no parecer as providências necessárias para reparar as trincas.

De acordo com o relatório, as várias fissuras e trincas não apresentam, no momento, problemas significativos de redução de resistência ou de estabilidade na estrutura. Porém, o estudo recomenda o monitoramento de outros elementos da edificação, cujos resultados indicarão as condições finais de estabilidade da igreja.

O investimento total para realização dos estudos foi de R$ 25.843,74. A Secretaria de Desenvolvimento, por intermédio do Programa de Apoio Tecnológico aos Municípios (Patem), destinou o aporte de R$ 22.553,12 e a prefeitura fez a contrapartida de R$ 3.290,62.

Sobre o Patem - Por meio do Patem, a Secretaria de Desenvolvimento financia serviços especializados do IPT para obtenção de pareceres técnicos em municípios de pequeno e médio porte. Os temas trabalhados pelo Patem são: planejamento territorial, obras de infraestrutura pública, defesa civil, mineração, cerâmica, resíduos sólidos, recursos hídricos, agricultura irrigada, habitação, distritos industriais, turismo e Arranjos Produtivos Locais (APLs).

Entre janeiro e novembro de 2009, a pasta assinou 20 ordens de serviço com os municípios de Aparecida, Águas da Prata, Bananal, Bauru, Bofete, Brotas, Cachoeira Paulista, Campos do Jordão, Cedral, Conchas, Jales, Lindoia, Novo Horizonte Piquete, Ribeirão Pires, São Lourenço da Serra, São Luiz do Paraitinga, São Vicente, Tambaú e Tremembé para apontar diagnósticos de erosões, contaminação de solo, assoreamentos, enchentes, análises estruturais de edificações, entre outras situações.

No total, estão sendo disponibilizados R$ 1.572.823,00 em investimentos do Patem para 2009. O programa existe desde 1989. Ao longo desses 20 anos, já investiu mais de R$ 15 milhões em mais de 500 atendimentos.