Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  10.03.15

Sprinklers contra incndios


Pesquisador do IPT ganha prêmio com estudo de requisitos e critérios mínimos em sistemas contra incêndio 


A dissertação de mestrado ‘Requisitos e critérios mínimos de avaliação visando à liberação de uso e operação dos sistemas de proteção contra incêndio por chuveiros automáticos (sprinklers)’, apresentada no Mestrado Profissional do IPT pelo pesquisador Deives Junior de Paula, do Laboratório de Segurança ao Fogo e a Explosões do Instituto, venceu o 2º Prêmio Instituto Sprinkler Brasil de Trabalhos Técnicos, realizado no segundo semestre de 2014.

O pesquisador propõe uma metodologia de avaliação, considerando os principais aspectos técnicos a serem verificados na implantação de novos sistemas. O propósito básico é atuar, o mais rápido possível, controlando ou extinguindo o fogo, permitindo a preservação do patrimônio e a desocupação da edificação.


“O sistema de proteção contra incêndio por chuveiros automáticos requer um conjunto de requisitos e critérios para sua adequada avaliação, de acordo com o uso e ocupação da edificação em que estiverem instalados”, afirma o pesquisador. Segundo ele, as normas e regulamentações vigentes não declaram a obrigatoriedade do registro e a avaliação das informações necessárias para liberação de uso e consequente operação dos sistemas, o que provoca grande parte dos problemas associados ao funcionamento e à confiabilidade.

Segundo o pesquisador, todos os dispositivos, componentes e materiais empregados na instalação dos sistemas devem apresentar conformidade com os requisitos estabelecidos em normas nacionais e, na sua ausência, atender às normas internacionais de referência, para que o sistema seja entregue em condições de funcionamento e operação. “O incêndio não nos apresentará uma segunda chance de resolver o problema da instalação; a avaliação com requisitos, critérios e métodos objetivos dará o suporte à liberação de uso da instalação, visando a aumentar a confiabilidade dos sistemas entregues”.

Pesquisador Deives venceu o 2º Prêmio Instituto Sprinkler Brasil de Trabalhos Técnicos
 
A aceitação dos sistemas hidráulicos de combate a incêndio, no cenário brasileiro, é realizada de maneira simplista e expedita e, em muitos casos, apenas na forma documental, de um simples atestado explicando que o sistema está em condições de uso, para cumprimento de um requisito legal. Não é exigida uma verificação consistente do sistema no âmbito do projeto e de sua integração com a edificação. Esse fato, segundo o pesquisador, torna-se cada vez mais evidente em sua área de atuação no IPT, onde são realizadas avaliações em sistemas instalados. “Na grande maioria dos casos, a ausência de uma sistemática de avaliação consistente para aceitação dos sistemas hidráulicos de combate a incêndio é evidente. Isto se traduz em sistemas pouco confiáveis, que apresentam desempenho inadequado quando solicitados e um alto risco para as edificações”.

Para o pesquisador, esse quadro é resultado da ausência de um programa setorial da qualidade na área de instalações de combate a incêndio e do desconhecimento dos responsáveis pelas edificações quanto à sua importância, sem esquecer que a regulamentação e as normas vigentes não apresentam de maneira clara, objetiva e organizada as ações necessárias e as respectivas responsabilidades de cada integrante do processo. “A avaliação de conformidade das empresas instaladoras na área de incêndio tem condições de fomentar as ações de capacitação e a formação de profissionais, bem como ampliar a qualidade dos serviços prestados pelas empresas do segmento”, complementa ele.

O segundo prêmio organizado pelo Instituto Sprinkler Brasil é um evento nacional, em que são inscritos trabalhos técnicos realizados na área de proteção contra incêndio por sistemas de chuveiros automáticos de extinção de incêndio. O prêmio inclui uma viagem ao Centro de Pesquisas da FM Global, nos Estados Unidos, instituição de referência na área de pesquisa de extinção de incêndio.