Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  18.03.15

Negcios tecnolgicos on-line


Plataforma digital lançada pelo MCTI compartilha demandas e soluções em inovação para estimular parcerias


O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo, e o presidente da Anpei, Gerson Valença Pinto, lançaram na quarta-feira, dia 11 de março, a plataforma digital de negócios tecnológicos batizada iTec. Trata-se de um espaço para empresas e instituições científicas e tecnológicas compartilharem demandas e soluções em inovação.

A plataforma integra o programa iTec desenvolvido pela Anpei, que inclui um giro por várias cidades brasileiras explicando a metodologia de apresentação de demandas e soluções utilizadas pela iTec. O programa faz parte do Planejamento Estratégico Anpei 2030, que prevê a criação de um ambiente para negócios baseados em tecnologia e inovação, e a plataforma materializa esta iniciativa. “Pela plataforma os atores do sistema de inovação podem expressar suas demandas, acessar soluções criativas e ampliar a velocidade das iniciativas das empresas, algo muito importante para o mundo atual”, avaliou o ministro.

Para o presidente da Anpei, o Brasil tem avançado nas questões relacionadas à inovação, mas ainda é preciso levar o País a outro patamar: “A inovação ainda é algo centrado nas grandes empresas e precisamos ser mais inclusivos, trazer as pequenas e médias empresas, as startups”.

O programa iTec, do qual a plataforma faz parte, recebeu financiamento do MCTI e da Unesco, que lançaram um edital conjunto para selecionar projetos que promovessem a interação entre os setores acadêmicos e empresarial. É uma iniciativa do MCTI e da Anpei, acompanhada por um Comitê Técnico integrado pelo Senai, Sebrae, Confederação Nacional da Indústria, Anprotec, Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia, e Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, com apoio do Movimento Brasil Competitivo, CNPq, Finep e Embrapii.

Para a coordenadora de Planejamento e Negócios do IPT, Flavia Motta, a plataforma digital é bem-vinda para estimular a interação entre ICTs e empresas. “Ela está estruturada com as empresas cadastrando demandas de projetos de P&D que querem desenvolver, na qual os pesquisadores se cadastram e enviam soluções para as empresas. Se a empresa se interessar pela solução, entrará em contato para negociar os projetos. As áreas prioritárias são nanotecnologia, biotecnologia, mineração, tecnologia de informação e comunicação, economia verde, aeronáutica e energia.”

Um evento para a promoção de parcerias em inovação e negócios, o Encontro iTec, será realizado nos dias 28 e 29 de abril, em São Paulo.