Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  07.05.15

Parceria no Vale do Paraba


Prefeitura de São José dos Campos e IPT firmam convênio para facilitar apoio tecnológico a micro e pequenas empresas


O Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de São José dos Campos assinaram, na tarde da última terça-feira, um protocolo de intenções que visa aumentar a participação do Instituto em projetos de apoio a micro, pequenas e médias empresas do município. O evento, que contou com cerca de 50 pessoas, entre empresários, membros do Executivo e Legislativo e representantes de instituições de ensino e pesquisa, deve servir ainda como porta de entrada para outros projetos futuros na cidade.
Mari Katayama assina protocolo de intenções ao lado do secretário Sebastião Cavali
 


O secretário de desenvolvimento econômico da cidade, Sebastião Cavali, afirmou que a importância da iniciativa se refere à competitividade das indústrias de tecnologia do município, que terão acesso facilitado às competências do IPT: “Por meio dos serviços tecnológicos especializados, as nossas indústrias terão mais qualidade e se desenvolverão em um ciclo muito mais rápido, projetando sua competência e aumentando o acesso ao mercado”.

A intenção do IPT é, inicialmente, oferecer às empresas da região as cinco modalidades de serviços do Núcleo de Atendimento Tecnológico à Micro e Pequena Empresa. Elas têm como o carro-chefe o Prumo – Projeto Unidades Móveis, que fornece às empresas uma avaliação do processo produtivo com um atendimento rápido, customizado e in loco, de resultados imediatos e com uma contrapartida financeira pequena para a empresa.

Além do Prumo, também será facilitado às empresas de São José dos Campos o acesso ao Programa de Apoio Tecnológico à Exportação - Progex, que tem como foco a adequação dos produtos ao mercado externo; ao Qualimint, que visa a qualificação técnica para aprimoramento de produtos; ao Gespro, que identifica e soluciona os principais gargalos da produção, e ao Prolimp, que determina ações para a adoção de tecnologias mais limpas.

Carlos Daher Padovezi, diretor de operações e negócios do Instituto, destacou que a ação consegue unificar dois princípios primordiais do IPT, além de proporcionar uma redução de custos para as empresas do município. “O IPT, ao longo de sua vida, foi construindo um trabalho com duas linhas de atuação: uma de apoio tecnológico a empresas e indústrias, e outra de apoio tecnológico a políticas públicas. Esse convênio com a Prefeitura de São José dos Campos reúne os dois objetivos. Os governos federal e estadual têm linhas para fomentar o atendimento à micro e pequena empresa, e 90% do custo [desses programas] é suportado por eles”, explicou.

Mari Katayama, diretora do núcleo de atendimento tecnológico, ressaltou que o protocolo pode ajudar no aumento da presença do IPT para além da capital do estado, além de propiciar oportunidades de negócio na cidade: “Nesse momento, esse protocolo é voltado a apoiar as micro e pequenas empresas da cidade de São José dos Campos. Em um segundo momento, vamos trazer outros programas, como a Embrapii, porque há muitas empresas dispostas ao desenvolvimento tecnológico e à inovação. Isso é só um começo”, finalizou.