Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  03.06.15

Convnio com MPT


IPT celebra acordo de cooperação técnica com Ministério Público do Trabalho da Região de Campinas


Com o objetivo de estabelecer um programa de cooperação técnico-científica, o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e o Ministério Público do Trabalho (MPT) da 15ª Região, que atua no município de Campinas, assinaram um convênio na manhã do dia 03 junho na sede do Instituto. Além de dirigentes do IPT, participaram da cerimônia Catarina von Zuben, procuradora-chefe e signatária do acordo por parte do MPT, e os procuradores Mário Antonio Gomes e Sílvio Beltramelli.
Fernando Landgraf assina convênio ao lado da procuradora-chefe Catarina von Zuben
 


O convênio prevê uma aproximação das duas instituições visando o interesse público, sobretudo na área de meio ambiente do trabalho. Entre possíveis ações conjuntas está o fornecimento de laudos, relatórios, perícias e pareceres técnicos por parte do IPT, a fim de subsidiar intervenções do Ministério. Para Catarina, o convênio permitirá que o MPT aprimore ainda mais sua atuação em prol da sociedade. “Com o conhecimento do IPT e com o desenvolvimento tecnológico poderemos levar a certos segmentos uma melhoria das condições de trabalho, retornando para a sociedade toda a pesquisa aqui desenvolvida”, afirma ela, pontuando a relevância de se atentar para a proteção do trabalhador em relação às máquinas, ao manuseio de produtos químicos e ao impacto ambiental das indústrias, áreas em que o IPT possui larga expertise.

Para o diretor-presidente Fernando Landgraf, que apresentou aos visitantes as múltiplas competências do Instituto, “a meta do IPT é prestar cada vez mais serviços que atendam as políticas públicas, o que certamente este convênio proporcionará”. O diretor de Operações e Negócios do IPT Carlos Padovezi reforçou a ideia, afirmando que “o convênio representa um encontro de bons interesses, e é a sociedade que sairá ganhando. Esperamos que o Ministério Público use e abuse da multidisciplinariedade do IPT”.

O acordo trará benefícios para as duas instituições, operando como uma via de mão dupla. Enquanto o MPT poderá contar com o apoio do IPT, fundamental para garantir o rigor técnico de suas intervenções e das soluções propostas, ele pode contribuir com o Instituto estreitando seus laços com a sociedade. Multas aplicadas, por exemplo, em casos de desrespeito a normas ambientais ou trabalhistas, poderão ser revertidas em recursos para programas técnicos de interesse público. “Nossa atuação tem um impacto muito grande na população.
Visita do grupo ao Laboratório de Segurança ao Fogo e a Explosões
 
O Ministério deve conseguir disseminar a importância da pesquisa para a sociedade”, concluiu o procurador Mário Antonio Gomes.

Finalizada a cerimônia, os participantes visitaram o Laboratório de Segurança ao Fogo e a Explosões e o Laboratório de Análises Químicas do IPT.