Pgina inicial do IPT   >   Publicaes   >   Publicaes tcnicas   >  Artigos Tcnicos

compartilhe

Modelagem do fim da vida em avaliao do ciclo de vida: estudo de caso para cenrios de resduos eletroeletrnicos na Frana e no Brasil


Rachel Horta Arduin; Carole Charbuillet; Franoise Berthoud


Resumo:

A utilização de equipamentos eletroeletrônicos vem crescendo em todo o mundo e, consequentemente, a quantidade de resíduos após o final da vida útil desses equipamentos. A fim de avaliar os impactos ambientais associados ao ciclo de vida de equipamentos eletroeletrônicos, nos últimos dez anos, alguns estudos de avaliação do ciclo de vida (ACV) foram publicados. Nos estudos em que o fim de vida foi considerado na fronteira do estudo, algumas vezes o tratamento de resíduos eletroeletrônicos é avaliado em um cenário de reciclagem sem considerar alternativas, tais como reutilização, incineração ou destinação em aterro. No entanto, mesmo em países como a França, que possui um sistema de tratamento de resíduos eletroeletrônicos (REEE) implementado desde 2005, a taxa de coleta é de 38%, o que permite facilmente concluir que um cenário que considera 100% de reciclagem está muito longe da realidade. Este trabalho apresenta um estudo de caso de um carregador de telefone celular tratado em dois países diferentes: França e Brasil. O carregador foi selecionado por ser um produto numeroso e que contém diferentes materiais que são encontrados também em outros equipamentos eletroeletrônicos. Após uma primeira análise da gestão de REEE foram selecionados três cenários para cada país: (1) cenário otimista, em que o resíduo é reciclado considerando as melhores tecnologias disponíveis; (2) um cenário conservador, considerando apenas os canais de reciclagem que estão bem estabelecidos; (3) um cenário pessimista, considerando as piores condições em termos de reciclagem, em que os resíduos são integral ou parcialmente aterrados ou incinerados. A eficiência dos processos de reciclagem também foi considerada no estudo, uma vez que os processos possuem perdas inerentes, outro aspecto negligenciado em muitos estudos de ACV. O método de avaliação do impacto do ciclo de vida selecionado foi o Recipe Midpoint Hierarchist, e foram utilizados dados da base de dados Ecoinvent v. 3.1, bem como dados primários coletados em ambos os países. Considerando a diferença nos resultados associados aos diferentes cenários de fim de vida, conclui-se que o cenário de fim de vida deve ser claramente reportado. Recomenda-se considerar cenários mais realistas das atuais práticas de gestão de resíduos. Uma limitação do presente estudo é que os cenários de disposição em aterro foram avaliados conforme o modelo Ecoinvent que considera a realidade europeia. É importante considerar que o desenvolvimento físico-químico de aterros é diferente em países como a Suíça e o Brasil, e que o modelo adotado não considera o impacto de disposição em lixão e aterros controlados, uma realidade ainda recorrente no Brasil.


Referência:
ARDUIN, Rachel Horta; CHARBUILLET, Carole; BERTHOUD, Françoise. Modelagem do fim da vida em avaliação do ciclo de vida: estudo de caso para cenários de resíduos eletroeletrônicos na França e no Brasil. In: ENCONTRO BRASILEIRO EM GESTÃO DO CICLO DE VIDA, 5., 2016, Fortaleza. Anais... p. 42-49.

 
Publicações técnicas