Solues IPT

Pgina inicial do IPT   >   Centros Tecnológicos   >   Solução IPT

Desenvolvimento de plsticos biodegradveis


Células bacterianas com polímero intracelular (biodegradável ), observação por microscopia de fluorescência
 
O IPT atua desde 1992 na pesquisa de tecnologias para produção de plásticos biodegradáveis, que envolvem o desenvolvimento de processo de fabricação de polímeros do tipo polihidroxialcanoatos a partir de matérias-primas renováveis, por via biotecnológica.

Os polímeros biodegradáveis apresentam-se como uma alternativa ambientalmente correta para a sociedade, uma vez que são produzidos a partir de matérias-primas renováveis e não são de origem petroquímica. Podem ser utilizados na confecção de embalagens e materiais descartáveis e até mesmo para a preparação de micro e nanocápsulas para liberação controlada de fármacos.

Polímero biodegradável extraído das células bacterianas
 
Atualmente, o Instituto desenvolve outros projetos no tema com a finalidade de viabilizar a produção de diferentes biopolímeros a partir de fontes de carbono alternativas como óleos vegetais, hidrolisado de bagaço de cana e resíduos industriais, entre outros.

Para o desenvolvimento destes processos, o IPT dispõe de biorreatores de 0,5 a 100 litros, que podem ser operados de modo descontínuo, descontínuo alimentado ou contínuo e conta com infraestrutura analítica (cromatógrafos de fase gasosa, líquida e iônica, espectrômetros e analisadores de gases) para levantamento de parâmetros de processo e caracterização dos produtos.

Principais trabalhos realizados na área de biopolímeros:

  • Bioprospecção de novos microrganismos e melhoramento genético;
  • Ampliação de escala de biorreatores e produção em alta densidade celular;
  • Estudo de processo fermentativo para modificação de propriedades físico-químicas dos polímeros;
  • Uso de enzimas e solventes para extração e purificação de biopolímeros;
  • Caracterização dos biopolímeros (composição e peso molecular);
  • Desenvolvimento de diferentes polímeros para aplicações como matrizes para liberação controlada de princípios ativos com atividade farmacêutica.

 
 
Assuntos Relacionados
 
  • Notcias
  • veja todas
 
  • Soluções tecnológicas
 
  • Colunas
  • veja todas
 
  • Publicações
  • veja todas