Soluções IPT

Página inicial do IPT   >   Centros Tecnológicos   >   Solucão IPT

Análises químicas para adequação à Diretiva RoHS


O mercado europeu está sujeito a diversas diretivas que regulamentam as características dos produtos, do processo ou do método de produção. Algumas delas, mais específicas, referem-se à presença de substâncias químicas restritivas nos produtos, em função do dano que possam causar à saúde dos consumidores e ao meio ambiente após o descarte.

A Diretiva 2002/95/EC, emitida pelo Parlamento e pelo Conselho da União Europeia, é conhecida como RoHS (Restrictions of the use of Certain Hazardous Substances). Ela trata da restrição ao uso de substâncias perigosas em artefatos (produtos ou equipamentos) eletroeletrônicos, comercializados nos estados-membros da UE, proibindo a entrada de novos produtos no mercado caso contenham chumbo, cádmio, cromo hexavalente, mercúrio, bifenilas polibromadas (PBB) e éteres difenílicos polibromados (PBDE).

O IPT possui infraestrutura laboratorial para verificar a adequação de produtos e materiais (tais como plásticos, borrachas, soldas, tintas, aços, ligas de cobre, ligas de níquel, ligas de zinco etc.) à Diretiva RoHS, utilizando técnicas como espectrometria de fluorescência de raios X, espectrometria de emissão atômica de plasma – ICP OES, cromatografia gasosa acoplada ao espectrômetro de massa e espectrofotometria de UV visível. O Instituto possui o primeiro e único laboratório no Brasil que atende na totalidade as análises da Diretiva RoHS e já examinou mais de 5.000 amostras.

O Laboratório de Análises Químicas recebeu a Acreditação do Cgcre/Inmetro para os ensaios acima mencionados sob o Registro nº CRL 0249. Para visualizá-la, clique aqui.

Informações complementares

 
 
 
Contatos
  • Laboratório de Análises Químicas - LAQ
  • laq@ipt.br
    Tel.: (11) 3767-4303, (11) 3767-4079 ou (11) 3767-4318
 
  • Notícias
  • veja todas
 
  • Colunas