Solues IPT

Pgina inicial do IPT   >   Centros Tecnológicos   >   Solução IPT

Anlise de plastificantes em brinquedos


Plastificantes são compostos químicos adicionados aos polímeros, principalmente o poli (cloreto de vinila) – PVC, para torná-los flexíveis e macios ao tato. O PVC é um polímero muito empregado na fabricação de brinquedos.

Dentre os plastificantes, os mais utilizados são os ésteres do ácido orto-ftálico, usualmente conhecidos como ftalatos. Segundo dados em literatura, estudos toxicológicos sobre os ftalatos têm revelado sua ação cancerígena quando em exposição em altos níveis e, também, na exposição ocupacional que conduziria à infertilidade de adultos. Entretanto, estudos posteriores mostram que essas substâncias trazem riscos à saúde mesmo em doses baixas, o que levou as instituições européias e americanas a regular a utilização de ftalatos em muitos produtos, especialmente em brinquedos.

No Brasil, o Inmetro publicou no final do ano de 2007 a Portaria 369 que estabelece requisitos para aceitação dessas substâncias. São seis tipos de plastificantes ftálicos:

  • ftalato de di(2-etilhexila) – DEHP;
  • ftalato de dibutila – DBP;
  • ftalato de benzilbutila – BBP;
  • ftalato de diisononila - DINP;
  • ftalato de diisiodecila – DIDP
  • ftalato de di-n-octila – DNOP

Estes compostos não poderão estar presentes em concentração superior a 0,1% sobre a massa do material acabado em brinquedos destinados a crianças menores de 3 anos. Acima desta idade, apenas três desses plastificantes (DEHP, DBP e BBP) estão sob a regulamentação desta Portaria.

O IPT realiza a determinação do teor de ftalatos em brinquedos por meio de extração, cromatografia em fase gasosa e espectrometria de massas, segundo a metodologia baseada na NBR 16040:2012 - Ftalatos - Determinação de plastificantes ftálicos por cromatografia em fase gasosa – Harmonização de requisitos de ensaios da Portaria Inmetro nº 369/07.

Metais pesados também são analisados em todas as partes plásticas dos brinquedos destinados a todas as idades. São elementos inorgânicos muito tóxicos que afetam a saúde humana, como antimônio (Sb), arsênio (As), bário (Ba), cádmio (Cd), cromo (Cr), chumbo (Pb), mercúrio (Hg) e selênio (Se). A determinação de metais pesados é realizada segundo a NBR NM 300-3:2004 - Segurança de brinquedos - Parte 3: Migração de certos elementos por extração e espectrometria de emissão atômica de plasma-ICP.

O Laboratório de Análises Químicas recebeu a Acreditação do Cgcre/Inmetro dos ensaios acima mencionados sob o Registro nº CRL 0249. Para visualizá-la, clique aqui