Segmentos de mercado

Pgina inicial do IPT   >   Publicaes   >  Artigos Tcnicos

compartilhe

Formao de rebarba e rugosidade no microfresamento de ao com gros ultrafinos


Adriana Bruno Norcino; Alessandro Roger Rodrigues; Antonio Milito de Azevedo Lima


Resumo:

O aumento nos últimos anos de componentes/parte de componentes de tamanho reduzido forçou o desenvolvimento de processos de fabricação em escala micrométrica. Apesar do processo de fresamento em escala macro, do ponto de vista da dinâmica do corte e das relações entre parâmetros de corte e integridade superficial estarem em níveis de conhecimento avançados, quando se trata da usinagem com ferramentas de diâmetros diminutos surgem diferentes efeitos que não podem ser ignorados no processo. O aparecimento de rebarbas é tido como um dos principais problemas na microusinagem sendo potencializado pelo corte em cheio, podendo afetar a integridade superficial e consequente desempenho da peça. Este trabalho quantificou o efeito do avanço por dente (fz) no processo de formação de rebarbas e na rugosidade de micromoldes do aço com grãos ultrafinos. Os resultados mostraram que com o aumento do avanço a formação de rebarbas e os níveis de rugosidade foram menores. Mas devido a dependência entre mínima espessura de corte e formação do cavaco bem como raio de aresta da ferramenta e material usinado, para avanços menores a formação de rebarbas foi crítica. Desta forma com o processo de formação de cavaco modificado pode-se observar alterações no fundo dos microcanais como escoamento lateral e microtrincas que influenciam nos níveis de rugosidade.


Referência:
NORCINO, Adriana Bruno; RODRIGUES, Alessandro Roger; LIMA, Antonio Militão de Azevedo. Formação de rebarba e rugosidade no microfresamento de aço com grãos ultrafino. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE FABRICAÇÃO, 8., 2015, Salvador. Anais.... 8 p.