Segmentos de mercado

Pgina inicial do IPT   >   Publicaes   >  Artigos Tcnicos

compartilhe

Microdureza e desgaste abrasivo de rochas silicatadas de revestimento


Eduardo Brandau Quitete; Fabiano Cabaas Navarro; Maria Heloisa Barros de Oliveira Frasc


Resumo:

A dureza de um material é função de diversos parâmetros que constituem um universo multivariado e interdependente. Neste trabalho foi realizada a análise estatística, pelo método de regressão linear múltipla, entreos dados de dureza Knoop e os de desgaste abrasivo pelo método Amsler visando estabelecer as eventuais correlações entre estas propriedades para previsão de durabilidade perante situação de uso, especialmente em áreas de alto trânsito de pedestres. A dureza Knoop é uma propriedade de rochas determinada pela microimpressão de uma ponta de diamante na superfície em teste de uma rocha, mais especificamente definida como a área produzida, de formato losangular, dividida pela carga utilizada para esta impressão. O desgaste Amsler é um ensaio que utiliza areia quartzosa e cujo resultado é medido como a redução média na espessura de dois corpos de prova após 1.000 m de percurso abrasivo sob carga de 66N. Foram ensaiadas amostras de 16 rochas silicáticas (contendoentre 35% e 0% de quartzo, incluindo granitos, monzonitos, gnaisses e outros), comercializadas como rochas ornamentais sob a designação genérica de “granitos”, todas caracterizadas no Catálogo das Rochas Ornamentais e de Revestimento do Estado de São Paulo (Frascá, 2000). Os resultados mostraram que a dureza Knoop eo desgaste Amsler fornecem resultados tendendo à proporcionalidade inversa, ou seja, quanto maior a dureza menor o desgaste, como esperado, e a melhor correlação obtida por regressão linear múltipla foi 0,56 (R2). A dureza Knoop, particularmente HKmédia, tende a valores maiores quanto maior o teor de quartzo. Quanto à granulometria, relativamente ao quartzo na rocha, foi observada uma tendência de aumento da dureza, principalmente o parâmetro HK25, com o aumento do tamanho dos grãos de quartzo. Na regressão linear múltipla, o desgaste Amsler pode ser previsto com correlação ligeiramente melhor do que a dureza Knoop quando consideradas as quantidades dos principais minerais formadores (quartzo, plagioclásio e feldspato potássico).


Referência:
QUITETE, Eduardo Brandau, NAVARRO, Fabiano Cabañas; FRASCÁ, Maria Heloisa Barros de Oliveira. Micreodureza e desgaste abrasivo de rochas silicatadas de revestimento. Brazilian Journal of Development, v.6,n.7, p. 51516-51527, jul., 2020.


Acesso ao artigo no site do Periódico:
https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/13930/11646