Segmentos de mercado

Pgina inicial do IPT   >   Publicaes   >  Artigos Tcnicos

compartilhe

Habitaes populares: como os moradores convivem com a ausncia de conceitos sustentveis


Suelem Maurcio Fontes Macena; Sasquia Hizuru Obata; Daniel de Andrade Moura; Gilder Nader


Resumo:

Os governos investem em habitações populares para dar condições de moradia digna à população carente. No entanto, no Brasil, é comum que moradores dessas habitações reclamem que o ambiente é escuro durante do dia, que não é ventilado, há mofo etc. Para verificar se essas reclamações procedem, foi realizada uma pesquisa de campo no Conjunto Habitacional Monteiro, localizado no bairro Cidade Tiradentes em São Paulo – SP. Esse conjunto é composto por 12 prédios, totalizando 576 apartamentos. As pesquisas foram realizadas em 4 prédios, e em 6 apartamentos por prédio, totalizando 24 apartamentos entrevistados, sendo 8 apartamentos do primeiro andar, 4 do segundo andar, 4 do terceiro andar e 8 do quarto andar. A escolha dos prédios se deu da seguinte forma: foram escolhidos prédios bem posicionados quanto à iluminação solar (movimento de leste para oeste passando pelo norte) e quanto à direção dos ventos preferenciais em São Paulo (sul e sudeste) e também foram escolhidos prédios mal posicionados quanto a esses dois fatores. No geral foi observado que nos apartamentos dos andares superiores há boas iluminação e ventilação naturais. No entanto, nos apartamentos do primeiro andar verificou-se o oposto, havendo necessidade do uso de ventilação forçada e iluminação artificial durante o dia, o que significa consumo de energia elétrica desnecessário. Dessa forma, embora no projeto dos prédios tenha levado em conta conceitos sustentáveis, a grande maioria dos apartamentos do primeiro andar não usufruem desse benefício.


Referência:

MACENA, Suelem Maurício Fontes; OBATA, Sasquia Hizuru; MOURA, Daniel de Andrade; NADAER, Gilder. Habitações populares: como os moradores convivem com a ausência de conceitos sustentáveis. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE, 1., 2013, São Paulo. Anais... 20 p.