Segmentos de mercado

Pgina inicial do IPT   >   Centros Tecnológicos   >   Cases

compartilhe

Case PRUMO Plsticos/ Kinaflex


Apoio tecnolgico do IPT aperfeioa processo de fabricao de tubos utilizados para vlvulas de spray


 
  • O trabalho do IPT, passo a passo
 

O cliente
Fabricante de mangueiras flutuantes para piscinas e refrigeração, monofilamentos, cordões de varal e tubos finos desde 2006, a Kinaflex solicitou o atendimento tecnológico do Prumo (Projeto Unidades Móveis) para solucionar os problemas enfrentados na fabricação de tubos flexíveis para válvulas de spray. Esta linha era vendida para um de seus clientes para uso em embalagens de perfumes e também em recipientes de produtos de limpeza.

O problema
Naquele momento, o objetivo da empresa localizada na cidade de Santo André era melhorar as superfícies externa e interna dos tubos, que apresentavam rugosidade na superfície, irregularidades e variações de espessura, dificultando o encaixe no bico do gatilho dos sprays. A equipe do IPT decidiu analisar todo o processo fabril para detecção da causa das falhas, cuja origem mais provável estava no equipamento ou no material.

O trabalho do IPT
Primeiramente, a equipe mediu as temperaturas do processamento com um termômetro infravermelho. As diferenças na quantidade de calor emitida pelo canhão de extrusão do material em relação às recomendadas poderiam ser as responsáveis pelos defeitos: quando muito elevadas, o material pode queimar ou aderir no início da rosca próxima ao funil; caso estejam muito baixas, é possível a formação de áreas com material mal-plastificado. Constatou-se, porém, que as temperaturas estavam de acordo com as normas para o processo e a matéria-prima empregada.
Laboratório Móvel do IPT, que realiza atendimentos in loco nas empresas
 

Outra possível causa poderia estar na matéria-prima usada, ou nos compostos reciclados incorporados à fórmula. Testes de índice de fluidez, para a medição da viscosidade do polímero fundido, foram executados no laboratório da unidade móvel do Prumo e os materiais se mostraram adequados ao processo fabril. Para encontrar o responsável pelos defeitos das peças, os técnicos do Prumo colocaram então novamente em produção a matéria-prima original juntamente a um conjunto de telas filtro com maior capacidade de retenção, o que aumentou a pressão interna do canhão. A plastificação melhorou e constatou-se a estabilização das dimensões dos tubos, além do desaparecimento de irregularidades na lateral, como riscos e caroços.

A solução
A análise no produto final foi feita com medições das dimensões de diâmetro externo, diâmetro interno e parede, realizadas com um paquímetro, e a aparência foi avaliada por atributos visuais. O maior domínio dos parâmetros de operação trouxe como resultado tubos de dimensões controladas, sem defeitos superficiais e com perfeito encaixe no gatilho. Para garantir a uniformidade do produto, a equipe do Prumo elaborou uma ficha com os dados técnicos e o registro dos parâmetros de processo. Foi sugerida complementarmente a instalação de um vacuômetro na caixa do calibrador para controlar a pressão no processo.

O resultado
Após o trabalho concluído pelo Prumo, a melhoria da qualidade alcançada com o atendimento permitiu à Kinaflex modificar a especificação do produto. A redução na espessura da parede do tubo trouxe uma economia de 30% na quantidade de matéria-prima, sem a perda da condição de encaixe perfeito, e uma diminuição de 18% no custo final do produto.


 
 
Contatos
 
Soluções
  •