Pgina inicial do IPT   >   Imprensa   >  IPT na mídia



IPT na mdia



compartilhe


  02.07.19

Contaminao por combustveis


Postos de gasolina e de etanol podem trazer riscos aos solos e às águas subterrâneas; reportagem da TV Globo mostra que remediação é possível, com participação do IPT


A presença de áreas contaminadas nos centros urbanos está entre os grandes problemas ambientais da atualidade. Para lidar com esta questão, as legislações estadual e federal preveem uma sequência de procedimentos para o diagnóstico e reabilitação destes locais, denominado Gerenciamento de Áreas Contaminadas. Um dos exemplos destes problemas nas grandes cidades é o de postos de combustíveis, ativos ou desativados, conforme mostra a série de reportagens exibidas dentro do projeto Globo Natureza, em duas partes, no telejornal Hora 1, da Rede Globo, nos dias 20 e 21 de junho.

O licenciamento ambiental para os postos de combustíveis é regulado pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) por meio de suas resoluções. Assim, a resolução nº 273, de 29 de novembro de 2000, define todo o processo para a obtenção da licença ambiental pelo posto: o artigo 1º estabelece que a localização, construção, instalação, modificação, ampliação e operação de postos revendedores, postos de abastecimento, instalações de sistemas retalhistas e postos flutuantes de combustíveis dependerão de prévio licenciamento do órgão ambiental competente.

Problemas como o vazamento de combustíveis no ano de 2006 em um posto localizado dentro das instalações de um supermercado na cidade de Diadema (SP), que é monitorado até hoje, e as tecnologias disponíveis para a remediação, em cases nas cidades de São Paulo e de Porto Alegre, são tratados na reportagem. A pesquisadora Marcela Maciel de Araújo, do Laboratório de Resíduos e Áreas Contaminadas do IPT, foi uma das entrevistadas e falou sobre uma das atividades executadas no Instituto em projetos de gerenciamento e remediação: “É avaliado o risco de contaminantes presentes no solo e nas águas subterrâneas”, diz ela.

Confira abaixo a reportagem na íntegra: