Pgina inicial do IPT   >   Imprensa   >  IPT na mídia



IPT na mdia



compartilhe


  29.11.19

Poluio sonora


Prejuízos dos ruídos à saúde humana foi tema de reportagem do Jornal da Cultura, com entrevista de pesquisador do IPT


Os riscos da poluição sonora à saúde humana e as soluções para eliminar, ou ao menos minimizar os problemas, foram tema de uma reportagem exibida no Jornal da Cultura de 26 de novembro, que teve a participação do pesquisador Marcelo de Mello Aquilino, do Laboratório de Conforto Ambiental e Sustentabilidade dos Edifícios do IPT.

Os consumidores podem diminuir os ruídos em suas residências ao adquirirem eletrodomésticos menos barulhentos: uma das atitudes a serem tomadas é, antes da compra, prestar atenção no Selo Ruído que está afixado a eles – o selo foi criado pelo Inmetro, como parte do Programa Silêncio, com o objetivo de orientar o público a escolher eletrodomésticos mais silenciosos, estimular a fabricação de produtos com níveis de ruídos cada vez menores e melhorar a saúde do cidadão.

Moradores de apartamentos podem enfrentar problemas com o caminhar de sapatos de salto alto de vizinhos e também com os ruídos resultante das instalações de encanamentos de água: “Esta perturbação pode produzir um efeito psicológico e desencadear um problema fisiológico”, afirmou Aquilino na reportagem. Um dos exemplos citados pela reportagem para demonstrar a gravidade do problema é o número de queixas recebidas pela Prefeitura Municipal de São Paulo sobre poluição sonora nos nove primeiros meses de 2019 – foram 14.474 reclamações.

A reportagem também aborda outra das principais fontes da poluição sonora nas grandes cidades: o trânsito. Aquilino lembra que novas fórmulas para pavimentação e os desenvolvimentos tecnológicos adotados pela indústria automotiva na fabricação de veículos colaboram para a redução de emissão de ruídos, e o problema pode ser minimizado nos próximos anos com a ampliação na utilização de carros elétricos.

Confira abaixo a reportagem na íntegra: