Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  29.03.19

Inovao aberta & negcios


Parceiro em megaevento de inovação aberta na USP, IPT faz balanço positivo dos resultados alcançados na edição 2019


No final do mês de fevereiro, entre os dias 25 e 28, a comunidade da USP, com cerca de 100 mil pesquisadores e estudantes, abriu seu campus principal, na capital paulista, para a inovação empresarial com o megaevento denominado 'OiWeek – Open Innovation Week e SciBiz – Science Meets Business'. O Instituto de Pesquisas Tecnologicas (IPT) foi parceiro nesta ação, atualmente em sua décima primeira edição, que reuniu 413 startups em encontros rápidos (speed datings) com grandes empresas e instituições de pesquisa. Mais de 19 mil desses encontros foram solicitados e 3.385 registrados.


O megaevento foi o epicentro de uma rica experiência em inovação aberta. Reuniu executivos, startups, cientistas, investidores, estudantes e governos para compartilhar conhecimento, criar soluções e gerar oportunidades de negócios para os desafios da sociedade e do mercado.
“BIOhub Centro de Inovação”, do IPT, foi destaque entre os projetos apresentados
 
O objetivo foi conectar e compartilhar conhecimento sobre os tópicos mais relevantes que impactarão a sociedade no futuro próximo.

Digitalização, robotização, inteligência artificial, manufatura avançada, big data, internet das coisas, drones, biotecnologia e outras tendências ganharam destaque. Profissionais, dizem os organizadores, precisam acessar novas tecnologias como uma questão de sobrevivência e de oportunidade. Inovação está nas fronteiras. Saúde, educação, energia, agronegócio, finanças, construção e outros setores da economia devem interagir e criar conexões utilizando métodos avançados de inovação aberta para geração de negócios.

IPT INTERATIVO – Para Bruno Mira David, analista da Coordenadoria de Desenvolvimento de Negócios do IPT, trata-se do maior evento de inovação aberta do Brasil. “A participação do IPT foi marcante com seus profissionais em mais de 20 reuniões com grandes empresas, além de quatro apresentações técnicas de pesquisadores e quatro visitas monitoradas a laboratórios do Instituto.” Um destaque entre os projetos apresentados foi o BIOhub Centro de Inovação, do IPT, que ocupou isoladamente a sexta posição em um ranking de 45 concorrentes.

Laboratórios visitados:

Túnel de Vento – com apresentação de aplicações práticas como ensaios aerodinâmicos de edificações, pontes, plataformas de petróleo, geradores eólicos, ventilação urbana e aerodinâmica aplicada a esportes;
Corrosão e Proteção – foram mostradas as instalações laboratoriais em uma área de aproximadamente três mil metros quadrados, com equipamentos modernos para desenvolver projetos inovadores na prevenção da corrosão metálica e de superfícies;
• Biotecnologia Industrial – apresentadas as instalações e capacitação para desenvolver projetos e processos inovadores com emprego produtivo de microrganismos selecionados;
Processos Químicos e Tecnologia de Partículas – foram apresentadas as instalações laboratoriais e múltiplas possibilidade de emprego da tecnologia e processos inovadores em parceria com a indústria.

Trabalhos técnicos apresentados:

• 'Startups ajudando a promover inovação em governo', por Alex Fedozzi Vallone, da Gerência de Parcerias Públicas do IPT, em mesa-redonda com startups que atuam em inovação no governo, contando experiências e resultados;

• 'Agronegócio: aumentando a disponibilidade de máquinas agrícolas em regime de trabalho ininterrupto', por José Gabriel Vicente, do Laboratório de Equipamentos Mecânicos e Estruturas do IPT, apresentado em mesa-redonda sobre agronegócio;

• 'Óleo e Gás: avaliação do desempenho estrutural visando mitigar falhas e aumentar a segurança', por João Carlos Sávio Cordeiro, do Laboratório de Equipamentos Mecânicos e Estruturas do IPT, em mesa-redonda do setor óleo e gás;

• 'Desafios dos laboratórios multiusuário no Brasil', por Bruno Marinaro Verona, do Núcleo de Bionanomanufatura do IPT, em mesa-redonda com participantes de instituições de pesquisa e empresas, para discussão de experiências com laboratório multiusuário.