Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  08.10.19

Conexo tecnolgica


Adesão do Instituto Butantan amplia potencial do projeto IPT Open Experience para conectar empresas e ICTs


Um acordo de cooperação, documento de caráter interinstitucional, formalizou a parceria do Instituto Butantan com o projeto IPT Open Experience. O objetivo é conectar empresas e instituições científicas e tecnológicas visando à implantação de projetos de P&D&I. Outras instituições de reconhecida competência científica e tecnológica também aderiram ao projeto, como USP, ITA, Unicamp, Unesp e Unifesp.

A chegada do Instituto Butantan – instituição com a qual o IPT mantém parceria em pesquisa no desenvolvimento de biofármacos a partir de moléculas da saliva do carrapato estrela – abre oportunidades no campo da pesquisa envolvendo empresas parceiras. Destacam-se os ganhos em competências e escala por meio do compartilhamento de laboratórios e infraestrutura; abertura a pesquisadores, alunos e profissionais em projetos de PD&I; valorização de empresas incubadas ou graduadas em projetos específicos; mobilização conjunta do ecossistema paulista de ciência, tecnologia, inovação e empreendedorismo; oferta de espaço no IPT Open Experience e ações de interesse mútuo entre parceiros.

“O Butantan é um instituto de pesquisa com larga competência na área de biotecnologia, principalmente na produção de imunobiológicos e vacinas.
Temáticas como terapias celulares alternativas, biofármacos e vacinas recombinantes, assim como dispositivos implantáveis, podem ser projetos de atuação em conjunto na parceria
 
É o maior produtor de soros e vacinas do Brasil. Além das fábricas, o instituto é também reconhecido pela qualidade de suas pesquisas básicas e aplicadas”, explica Dimas Tadeu Covas, diretor do Instituto Butantan. “Participar do IPT Open Experience neste contexto se alinha perfeitamente com a missão da instituição e representa a oportunidade de incentivar ativamente as atividades de inovação no estado de São Paulo".

Para a pesquisadora Natalia Cerize, do Núcleo de Bionanomanufatura do IPT, a participação do Butantan no projeto do IPT traz diversas possibilidades de cooperação tecnológica envolvendo empresas. “Eles são um parceiro relevante no desenvolvimento de produtos e processos para a área de saúde humana, trazendo um complemento importante para os laboratórios do IPT que atuam na área. Temáticas como terapias celulares alternativas, biofármacos e vacinas recombinantes, assim como dispositivos implantáveis, podem ser projetos de atuação em conjunto na parceria, contribuindo para o avanço do Brasil na saúde publica”.