Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  23.04.20

Aes emergenciais no combate ao Covid-19


Oito eixos formam linha de atuação do IPT para desenvolver soluções, em parcerias com setores público e privado


Atualizado em 24 de abril
Atualizado em 14 de maio



O alto poder de transmissão do coronavírus, as incertezas de condicionantes que levam a doença a casos graves, a expressiva e rápida curva de contaminação, bem como a letalidade, motivaram o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) a disponibilizar sua infraestrutura e o seu conhecimento multidisciplinar para desenvolver soluções que possam ajudar a conter e a mitigar os riscos da COVID-19.

Um grande projeto institucional foi criado com o objetivo de desenvolver soluções tecnológicas para a contenção da COVID-19, envolvendo oito eixos. O projeto encontra fundamento na missão e atividades previstas no estatuto social do IPT e no exercício da função social da empresa pública.

Para atender aos objetivos propostos, frentes de trabalho foram criadas com pesquisadores dos centros técnicos do IPT mobilizando recursos econômicos que contemplam parcerias com empresas e instituições de ciência e tecnologia (ICTs) interessadas a contribuírem:

1) Apoio a frentes de manutenção e reparo de respiradores;

2) Desenvolvimento de equipamentos de proteção individuais (EPIs) e adequação de plantas industriais para a sua produção;

3) Desenvolvimento de equipamentos de proteção coletivos (EPCs) e adequação de plantas industriais para a sua produção;


4) Aplicações de Big Data e georreferenciamento de dados aplicados na geração de informações para o desenvolvimento de estratégias de mitigação de riscos à população e ao apoio a políticas públicas;

5) Sistemas de limpeza e sanitização para a redução de contaminações;

6) Desenvolvimento de testes e kits de detecção de Sar-Cov-2;

7) Identificação e avaliação de tecnologias pioneiras para combate ao COVID-19,

8) Suporte técnico à Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo (SDE) e suas parceiras, para seleção, avaliação, apoio ao desenvolvimento e validação de tecnologias relacionadas ao combate à COVID-19.

Além destes projetos, o apoio às iniciativas de empresas que queiram fornecer tecnologias e produtos, de modo gratuito, ao Governo de São Paulo no combate à pandemia faz parte dos objetivos propostos.

"A ciência e a tecnologia têm sido aclamadas como grandes aliadas no combate a esta crise mundial. O IPT pode dar contribuições relevantes para ajudar a reverter o cenário de perdas humanas e, também, no impacto econômico. Iniciativas como essa estão ancoradas na missão estatutária do Instituto, que é prover soluções e serviços tecnológicos que visam promover a qualidade de vida e aumentar a competitividade das empresas", afirma Jefferson de Oliveira Gomes, diretor-presidente do IPT.

A previsão é de até doze meses para a execução do projeto, com possibilidade de prorrogação conforme o desenrolar das frentes de trabalho envolvidas.

Confira abaixo os extratos já assinados dos instrumentos contratuais para cooperação tecnológica: