Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  28.08.20

Cartas de suscetibilidade


Equipes do IPT vão a campo para checar pontos críticos de ocorrência de processos geológicos ou hidrológicos


As cartas de suscetibilidades são destinadas a fins de planejamento territorial e prevenção de desastres naturais. Apontam-se as áreas que, por terem alta propensão a deslizamentos, por exemplo, devem ser evitadas para fins de novos projetos de urbanização, dentro das ações de planejamento do município, como Plano Diretor e Lei de Uso e Ocupação do Solo.
Ravina (acidente geográfico produto de erosão pela ação de córregos e enxurradas) mapeada e confirmada no município de Alambari
 
É uma ferramenta essencial no planejamento territorial.

O Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) está aplicando recursos ao longo de quatro anos visando produzir as cartas de suscetibilidade referentes aos municípios que fazem parte da Macrometrópole Paulista, no âmbito do Programa Estadual de Prevenção de Desastres Naturais e Redução de Riscos (PDN - Decreto 64.673/2019), coordenado pela Defesa Civil Estadual.

A Macrometrópole Paulista é um dos maiores aglomerados urbanos do hemisfério sul, abrigando as Regiões Metropolitanas de São Paulo, da Baixada Santista, Campinas, Sorocaba e do Vale do Paraíba e Litoral Norte, além das aglomerações urbanas de Jundiaí e Piracicaba, e a Unidade Regional Bragantina. O projeto é coordenado pelo Laboratório de Recursos Hídricos e Avaliação Geoambiental do IPT para mapeamento de todos os 174 municípios que compõem a Macrometrópole, em parceria com o Serviço Geológico do Brasil (CPRM).

 
  • Cartas de suscetiblidade: municípios visitados
 


Parte desses municípios havia sido mapeada em anos anteriores, totalizando 65 entre 2013 e 2016. O plano de execução dos 109 municípios restantes, iniciado em 2017 e com previsão de conclusão em 2020, contemplou 32 municípios em 2017, 28 em 2018, 27 em 2019 e 22 em 2020, em uma abordagem interdisciplinar que envolve a participação da Seção de Investigações, Riscos e Desastres Naturais e da Seção de Geotecnia do IPT, que está vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico de São Paulo.

Equipes do IPT seguem em campo checando pontos críticos de ocorrência de processos geológicos ou hidrológicos nos municípios. Nos dias 18 e 19 de agosto, os pesquisadores Caio Pompeu Cavalhieri, Clareana San Martin Soto e Luiz Gustavo Faccini estiveram nos municípios de Jumirim e Cesário Lange - antes, no dia 14 de agosto, os dois últimos visitiram a cidade de Salto, e esta semana, nos dias 26 e 27, estiveram em Cerquilho e em Alambari.