Pgina inicial do IPT   >  Notícias

Notcias


compartilhe


  28.10.21

Parceria para plano de turismo


Revisão do plano de Iguape é realizada em conjunto pelo IPT e pelo Departamento de Turismo do município


A Prefeitura de Iguape, em parceria com a equipe do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), realizou a revisão de seu Plano Diretor de Turismo (PDT) de forma participativa entre os meses de março e agosto de 2021. 

No Estado de São Paulo, o PDT é um dos requisitos exigidos para uma cidade se manter como estância turística ou se transformar em Município de Interesse Turístico (MIT) e, assim, receber recursos da Secretaria de Turismo e Viagens estadual para aplicar em obras e melhorias de infraestrutura turística. O plano deve ser revisado a cada três anos para avaliar o que foi feito e planejar o que deve ainda ser realizado.
 
No Estado de São Paulo, o PDT é um dos requisitos exigidos para uma cidade se manter como estância turística ou se transformar em Município de Interesse Turístico (MIT)...
 
Com o advento da pandemia de Covid-19, o setor turístico foi seriamente afetado e a revisão do PDT da estância turística de Iguape precisou ser adiada. Na retomada das ações, a prefeitura contatou o Instituto para auxiliar no processo, utilizando os serviços fornecidos por meio da Plataforma IPT Pró Municípios, que tem por objetivo assessorar os municípios paulistas nas mais diversas áreas de atuação que o IPT tem expertise.

Em uma parceria inédita, pesquisadoras da Seção de Planejamento Territorial, Recursos Hídricos, Saneamento e Florestas do IPT montaram um plano de assessoria para acompanhar o processo de revisão junto à equipe da prefeitura, dando orientações e subsídios técnicos em todas as etapas.

Segundo a pesquisadora Priscilla Argentin, para que o processo ocorresse de maneira ordenada, foi montado um plano de trabalho descrevendo detalhadamente todas as etapas de execução e incluindo reuniões quinzenais, para planejamento dos próximos passos.

Aos técnicos do Departamento de Turismo de Iguape coube a tarefa de execução das atividades. A atualização do inventário turístico (elementos que fazem parte da oferta turística do município, como atrativos, meios de hospedagem, restaurantes, agências de viagens etc.) e da pesquisa de demanda foi realizada, pela primeira vez no município, de forma online, por meio de formulários e questionários, utilizando-se ligações telefônicas e apoio do trade turístico para divulgar as ações. 

Para Anísia Lourenço Mendes, diretora do Departamento de Turismo de Iguape, foi uma nova forma de trabalhar para a prefeitura, bastante desafiadora: "A revisão do PDT precisava acontecer em 2021 para que cumpríssemos os prazos. A pandemia nos tomou de surpresa e tudo foi ficando ainda mais difícil de ser realizado, pois precisaríamos de audiências públicas, reuniões e visitas ao trade para atualizar o inventário".

PARTICIPAÇÃO POPULAR - Os produtos gerados pela Secretaria Municipal de Turismo eram discutidos e avaliados tecnicamente, visando aprimorar os resultados. "Foram várias reuniões online com a Câmara Temática de Turismo que formamos, composta de representantes do município interessados no tema e também do Conselho Municipal de Turismo (Comtur), para desenvolver a proposta de revisão, além de reuniões com a comunidade, sempre intercaladas de encontros com a equipe do IPT", destaca Mendes. 

...e, assim, receber recursos da Secretaria de Turismo e Viagens estadual para aplicar em obras e melhorias de infraestrutura turística. Créditos fotos: Prefeitura de Iguape
 
Um ponto essencial na revisão do PDT é a participação da população. Para isso, duas oficinas participativas foram planejadas e executadas de maneira conjunta entre as equipes do IPT e da prefeitura, que contaram com a presença da população e do trade turístico de Iguape.

Nestas oficinas foi apresentado o diagnóstico do turismo no município e um plano de ações, e os participantes puderam indicar as ações que deveriam ser prioritárias e também citar outras importantes para constar no novo PDT.

Após a coleta e a sistematização das informações, o plano foi redigido e avaliado pela câmara temática. O novo PDT foi submetido à Câmara dos Vereadores de Iguape e aprovado em oito de outubro de 2021.

Para Priscila Ikematsu, pesquisadora do IPT, foi uma experiência enriquecedora para ambos os lados: "Mesmo com todas as limitações e desafios, a prefeitura conseguiu sistematizar informações importantes e definir um plano de ação viável e coletivamente construído. Iguape recebe um plano elaborado por quem de fato vivencia as dificuldades e conhece as reais necessidades para impulsionar o turismo local"