Pgina inicial do IPT   >   Publicaes   >   Publicaes tcnicas   >  Artigos Tcnicos

compartilhe

Arcabouos de quitosoma e cido hialurnico para regenerao medular


L.A. Batista; Sheila Souza Gomes; Patrcia Lo; S.M. Malmonge


Resumo:

Medicina regenerativa é uma estratégia que passou a ser utilizada nas últimas décadas visando a criação de condições ideais para que um tecido/órgão lesado possa ser regenerado ao invés de reparado/substituído. No caso de tecido nervoso, a medicina regenerativa surge como uma alternativa para induzir e auxiliar a regeneração do tecido lesado, visto que as técnicas atuais de reparo oferecem resultados aleatórios e comumente insatisfatórios. Isto tem levado muitos pesquisadores a investigarem alternativas terapêuticas para aprimorar o reparo de lesões com transecção de nervos periféricos. Este trabalho apresenta os resultados de um estudo realizado com hidrogeis de quitosana (QUI) ácido hialurônico (AH) puros e como blenda, para uso como arcabouços em regeneração medular. Foram preparados arcabouços de QUI, AH e QUI-AH empregando técnica de gelificação seguida de liofilização. Em seguida foram caracterizados quanto à microestrutura por MO e MEV, intumescimento em água e meio de cultura, além de características físicoquímicas por FTIR e TGA, empregados para confirmar a presença dos dois componentes na blenda QUI:AH. Os arcabouços obtidos apresentaram morfologia porosa, com aspecto folhoso e poros interconectados, com diâmetros inferiores a 100 μm. Todos os arcabouços apresentaram elevados valores de intumescimento em água e em meio de cultura, sendo o intumescimento maior no caso de amostra da blenda, o que indica que a presença do AH favorece esta propriedade.


Referência:
BATISTA, L. A.; GOMES, Sheila Souza; LÉO, Patrícia; MALMONGE, S. M. Arcabouços de quitosoma e ácido hialurônico para regeneração medular. In: WORKSHOP DE BIOMATERIAIS, ENGENHARIA DE TECIDOS E ORGÃOS ARTIFICIAIS, 5., 2017, Maresias-SP. Anais... 10 p.

 
Publicações técnicas