Pgina inicial do IPT   >   Publicaes   >   Publicaes tcnicas   >  Artigos Tcnicos

compartilhe

O estado da arte da corroso pelo etanol combustvel


Clia Aparecida Lino dos Santos; Lorena Cristina de Oliveira Tiroel; Elcio Cruz de Oliveira; Neusvaldo Lira de Almeida


Resumo:

O Brasil é o maior produtor mundial de cana de açúcar e de açúcar e o segundo maior produtor mundial de etanol combustível; sendo que, desde a década de 1970, utiliza-o em sua matriz energética como combustível veicular dispondo de consolidada infraestrutura de transporte, armazenagem e distribuição desse produto. Nas décadas de 1970 e 1980, muitos estudos foram desenvolvidos no país com o objetivo de verificar o comportamento do etanol de cana de açúcar frente à corrosão dos materiais metálicos. Atualmente, outros desafios surgiram, como por exemplo, produz-se etanol a partir da cana de açúcar, do milho e de produtos lignocelulósicos, o denominado etanol de segunda geração. Independente da sua fonte de produção, o etanol combustível é um composto orgânico capaz de solubilizar compostos polares como a água e apolares como a gasolina. Esse comportamento permite que vários compostos interajam e participem dos processos de corrosão frente a diversos materiais metálicos. O objetivo desse trabalho é apresentar, na forma de artigo de revisão bibliográfica, o estado da arte da corrosão de ligas de aço empregadas em tanques e dutos pelo etanol combustível e suas misturas com gasolina.


Referência:
SANTOS, Célia Aparecida Lino dos; TIROEL, Lorena Cristina de Oliveira; OLIVEIRA, Elcio Cruz de; ALMEIDA, Neusvaldo Lira de. O estado da arte da corrosão pelo etanol combustível. In: INTERNATIONAL CORROSION MEETING, INTERCORR, 7., 2018, São Paulo. Proceedings... São Paulo: ABRACO, 2018. 13 p.

 
Publicações técnicas