Pgina inicial do IPT   >   Publicaes   >   Publicaes tcnicas   >  Artigos Tcnicos

compartilhe

Revestimento no-aderido: critrios desempenho estrutural e drenabilidade[pdf]


Luiz Fernando Batista da Silva; Ercio Thomaz; Luciana Alves de Oliveira


Resumo:

O sistema de revestimento não-aderido (RNA) influencia o desempenho da fachada dos edifícios, pois impacta na durabilidade, estanqueidade à agua, estética e valorização do imóvel. O RNA, também denominado pelo mercado como fachada ventilada, é frequentemente utilizado em fachadas de edifícios residenciais, comerciais, novas construções, renovações ou retrofit, considerado também uma forma eficiente de reduzir os problemas de umidade da fachada. Entretanto, a ausência de normalização técnica específica limita o crescimento do uso desta tecnologia no Brasil. Além disso, no Brasil, existe a NBR 15575, partes 1-6 (2013), que estabelece critérios de desempenho, bem como os respectivos métodos de avaliação para avaliar os principais sistemas do edifício: estrutura, piso, vedações verticais, cobertura e instalações. Entretanto, esta norma pode somente ser parcialmente adotada para o RNA, pois a NBR apresenta critérios considerando toda a fachada e, não somente, o revestimento. No presente artigo são propostos critérios de desempenho e métodos de ensaio aplicados para RNA, particularmente abordando os requisitos de segurança estrutural (resistência a cargas de vento, e a impactos de corpo mole e corpo duro) e drenabilidade. Para este estudo, as seguintes atividades foram realizadas: revisão bibliográfica, estudo de caso e ensaios em protótipo para validar a proposta de critérios e métodos de ensaios.


Referência:
SILVA, Luiz Fernando Batista da; THOMAZ, Ercio; OLIVEIRA, Luciana Alves de. Ventilated cladding systems: structural and drainability performance criteria. Ambiente Construído, v.18, n.3, p.341-358, jul./set., 2018.


Acesso ao artigo no site do Periódico:
www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-86212018000300341&lng=en&nrm=iso&tlng=en

 
Publicações técnicas