Pgina inicial do IPT   >   Publicaes   >   Publicaes tcnicas   >  Artigos Tcnicos

compartilhe

Anlise das ocorrncias de mortes por movimentos de massa no estado de So Paulo e a relao com a geologia


Alessandra Cristina Corsi; Lucas Henrique Sandre; Eduardo Soares de Macedo; Marcela Penha Pereira Guimares; Osrio Thomaz


Resumo:

O Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo (IPT) começou em 1988 um projeto para catalogar os eventos de movimentos de massa com fatalidades em nível nacional, com o objetivo de ter uma ideia da realidade brasileira e as informações necessárias para a preservação e gestão de riscos e desastres. NO Estado de São Paulo ocorreram 214 eventos com 478 mortes. O presente trabalho tem como objetivo verificar a relação entre as ocorrências de movimentos de massa com mortes e os litotipos da geologia do Estado de São Paulo. Os procedimentos empregados envolveram a análise dos dados do Banco de Mortes e da geologia do Estado de São Paulo. A primeira etapa consistiu na seleção e espacialização dos eventos do Banco de Mortes e posterior cruzamento com o mapa geológico do Estado de São Paulo. A região do Planalto Atlântico concentra o maior número de eventos de movimentos de massa que resultaram em mortes no Estado de São Paulo. Observou-se uma correlação significativa entre as rochas ígneas e metamórficas na ocorrências tanto do número de eventos de movimentos de massa quanto de morte. Nota-se na geomorfologia do Estado de São Paulo que a distribuição dessas unidades geológicas se situa no Planalto Atlântico. A análise da geologia por si só não é suficiente para explicar que unidades sedimentares tenham registro de mortes, deve-se considerar a forma de ocupação dos terrenos, uma vez que são efetuados cortes e aterros sem controle.


Referência:
CORSI, Alessandra Cristina; SANDRE, Lucas Henrique; MACEDO, Eduardo Soares de; GUIMARÃES, Marcela Penha Pereira; THOMAZ, Osório. Análise das ocorrências de mortes por movimentos de massa no estado de São Paulo e a relação com a geologia. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE REDUÇÃODE RISCOS E DESASTRES, 3., 2019, Belém. Anais... 9 p.

 
Publicações técnicas