Pgina inicial do IPT   >   Publicaes   >   Publicaes tcnicas   >  Artigos Tcnicos

compartilhe

Ecoeficincia em um instituto de pesquisa: minimizando resduos, gerando receitas e reduzindo o descarte


Cludia Echevengu Teixeira; Roberto Luiz Dobkowski; Camila Camolesi Guimares


Resumo:

Este relato de práticas de gestão apresenta as estratégias organizacionais e operacionais de um instituto de pesquisa na busca de oportunidades para melhorar seu desempenho ambiental com sustentabilidade econômica, após a implantação de um sistema de gerenciamento de resíduos de laboratório (Teixeira et al, 2012). O desafio encontrado ao longo da operação foi como garantir recursos financeiros e oportunidades para a manutenção do sistema. Este relato traz as soluções encontradas em termos de viabilizar receitas e reduzir custos, bem como aperfeiçoar o desempenho ambiental do sistema. As empresas que não mantêm ações para atuar sobre seus próprios resíduos não são capazes de integrar desempenho ecológico e econômico. A geração de resíduos por universidades e institutos de pesquisa é um assunto ainda pouco discutido no Brasil. A implantação e operação de um sistema de gerenciamento de resíduos requerem investimentos, tanto de pessoal quanto de instalações físicas. O sistema deve estar respaldado em um plano, o qual deve contemplar os aspectos referentes à geração, segregação, acondicionamento, armazenamento, coleta, transporte, tratamento e disposição final. Dentre as situações problema identificadas e que serão abordadas neste relato destacam-se: a falta de previsão da geração de resíduos pelas fontes geradoras; ausência de critérios para precificar nas propostas os possíveis custos associados aos resíduos; ausência de critérios de rateio dos custos da destinação e tratamento de resíduos; inexistência de procedimentos para doação de resíduos e inexistência de um sistema contábil para vincular as receitas da venda de resíduos ao sistema. Identificação ao longo do processo de elaboração de propostas oportunidades para contabilizar a geração de resíduos tanto em quantidade quanto em valor de descarte. Criação de um sistema de rateio de custos pelo princípio “gerador/pagador”. Criação de um sistema de Doação de Resíduos. Vinculação da receita com venda de resíduos recicláveis ao sistema de gerenciamento. No total, nove laboratórios previram a geração de resíduos em suas práticas laboratoriais ao longo da operação do sistema de gerenciamento de resíduos de laboratório do IPT, perfazendo em torno de trezentos e quarenta e cinco mil reais. Destaca-se que estes recursos não são necessariamente utilizados por laboratórios individualmente. Destaca-se que o sistema de gerar as receitas por meio da previsão nos orçamentos e dividir os custos pelos usuários tem auxiliado na regularidade da destinação de resíduos mantendo as centrais de resíduos com suas capacidades em condições normais de ocupação. A otimização e transparência no gerenciamento dos resíduos permite que os custos possam ser incorporados de forma mais clara nos custos indiretos dos projetos e as estratégias de geração e divisão dos custos serem dividas de forma mais transparente. O sistema avança para um modelo de governança pautada nos objetivos do desenvolvimento sustentável, com ênfase maior na redução de resíduos, como a eliminação de descartáveis.


Referência:
TEIXEIRA, Claudia Echevenguá; DOBKOWSKI, Roberto Luis; GUIMARÃES, Camila Camolesi. Ecoeficiência em um instituto de pesquisa: minimizando resíduos, gerando receitas e reduzindo o descarte. In: ENCONTRO INTERNACIONAL SOBRE GESTÃO AMBIENTAL E MEIO AMBIENTE, ENGEMA, 21., 2019, São Paulo. Anais... 9p.

Acesso ao trabalho n site do evento:
http://engemausp.submissao.com.br/21/anais/arquivos/386.pdf

 
Publicações técnicas